Despedida

Paulinha Abelha é enterrada em cidade natal da cantora

Corpo de cantora foi sepultado nesta sexta-feira (25) no interior do Sergipe


Paulinha Abelha posada; Caixão fechado em velório com dois seguranças de fundo
Paulinha Abelha é enterrada em cidade natal da cantora - Foto: Reprodução

Nesta sexta-feira (25), o corpo de Paulinha Abelha (1978-2022), vocalista da banda Calcinha Preta, foi enterrado na cidade natal da cantora, em Simão Dias (SE). Às 15h, um cortejo saiu do Ginásio de Esportes José Maria, um dos locais onde a artista foi velada, e seguiu em direção ao Cemitério São João Batista. O sepultamento foi restrito à família de Abelha e aos amigos mais próximos da cantora.

Bell Olliver e Silvânia Aquino, parceiros no Calcinha Preta, e Raied Neto, ex-vocalista do conjunto de forró, fizeram homenagem a Paulinha no momento do enterro.  Antes do sepultamento, a forrozeira teve dois velórios abertos ao público: O primeiro no Ginásio Constâncio Vieira, em Aracaju (SE), cidade em que Paulinha faleceu, e o segundo foi realizado no Ginásio de Esportes José Maria, em Simão Dias.

A cantora faleceu aos 43 anos na última quarta-feira (23), depois de dias em coma em um hospital em Aracaju, capital do Sergipe. Paulinha começou a se sentir mal no início do mês, em São Paulo, onde cumpria agenda de shows com os colegas do Calcinha Preta. A artista morreu em decorrência de um quadro de comprometimento multissistêmico.

Paulinha Abelha deixa legado na música brasileira

Paulinha nasceu em Simão Dias, no interior do Sergipe, e conquistou todo o Brasil com sua voz marcante e carisma. Antes de se tornar cantora, ela trabalhou com o pai em feiras livres, mas durou pouco tempo.

A artista iniciou a carreira na banda Panela de Barro, conjunto que fez dupla com o cantor Daniel Diau. Mas Paulinha ficou conhecida mesmo quando começou no Calcinha Preta. Ela fez sua estreia nos vocais da banda no fim da década de 90. Um dos maiores sucessos do grupo de forró é uma música que leva seu nome e fala da paixão de um fã, que sonha em chegar perto da artista, de 43 anos, conhecida como "a musa do forró".

 

A cantora chegou a deixar a banda duas vezes, em 2010 e 2016, para se dedicar a outros projetos na música, mas retornou à antiga casa em 2018. Ao longo de sua carreira, Paulinha gravou 21 CDs e três DVDs. Além disso, ficou emocionada ao participar da gravação do DVD de 25 anos do conjunto de forró, em fevereiro de 2020, marcando o retorno à rotina de shows após meses sem apresentações por conta da pandemia da Covid-19.

Siga a gente no Instagram

Acompanhe nosso perfil e fique por dentro das quentinhas da TV e famosos

ACESSE!
Mais Notícias
Outros Famosos