Reportar erro
Posicionamento

José de Abreu pede desculpas para Tabata Amaral: "Errei redondamente"

Ator disse que vai escrever uma carta para a deputada

Tabata Amaral (à esquerda) e José de Abreu (à direita) em foto montagem
José de Abreu se desculpou - Foto: Montagem
Redação NT

Publicado em 27/09/2021 às 18:20:00

José de Abreu participou de uma live do canal Fala, Lola, Fala, no YouTube, e afirmou que errou ao repostar uma publicação machista e violenta contra a deputada federal Tabata Amaral. No começo de setembro, o ator compartilhou uma postagem que tinha uma ameaça de agressão física contra a parlamentar.

“Eu errei redondamente. A minha vida é repleta de erros, e uma das coisas que eu aprendi é que quando você é muito crítico, você tem que aprender a fazer uma autocrítica”, comentou o artista.

“Vou fazer uma carta para Tabata, em vídeo. Vou escrever um pedido de desculpas para ela. Vou propor uma atitude política. Esse fato aconteceu sábado retrasado. No domingo, foi aquela coisa do cancelamento”, acrescentou Zé.

“O que eu gostaria de discutir é que essa é uma desconstrução diária que a gente tem que fazer contra racismo, homofobia, misoginia, machismo. Posso falar mal da minha mãe? Ou como é mulher é machismo? Minha mãe era machista, racista”, relembrou.

O ator falou que foi criado em um ambiente hostil e precisou seguir caminhos diferentes das quais aprendeu com sua família. “Fui criado em um ambiente extremamente fascista. Quando meu pai morreu, em 1955, a gente passou por uma batalha, mas ela foi uma lutadora. Ela não era uma pessoa de moral. E muito cedo, percebi ter que me afastar dos conselhos da minha mãe”, completou.

José de Abreu e o processo

José de Abreu deve ser acionado na Justiça. Isto porque Tabata Amaral prometeu que iria procurar seus direitos. Ela considerou a publicação do ator machista e que incentivava a violência.

"José de Abreu repostou uma mensagem que dizia que me socaria até ser preso. Simplesmente por discordar de minhas ideias. Infelizmente o machismo é muito presente, muito violento e tenta nos silenciar", disse em entrevista para a CNN.

"A gente avança denunciando crimes como esses, então eu tomei as medidas judiciais cabíveis contra essas duas pessoas que me ameaçaram de agressão física", completou a deputada.



Mais Notícias
Outros Famosos