Reportar erro
Filiado

José de Abreu anuncia "dedicação integral" ao PT e revela planos para 2022

Ator pode ser candidato para algum cargo eletivo na Bahia

José de Abreu
José de Abreu se filiou ao PT - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 09/03/2021 às 14:46:00,
atualizado em 09/03/2021 às 14:59:35

O ator José de Abreu usou seu perfil do Twitter nesta terça-feira (9) para contar aos seus seguidores que vai se dedicar ao Partido dos Trabalhadores (PT) a partir de setembro. Ele agradeceu o carinho da deputada federal Gleisi Hoffmann, presidente da sigla, e explicou que pode concorrer nas eleições do ano que vem, na Bahia.

“Obrigado, Gleisi, pelas palavras carinhosas em seu nome e do partido. Como lhe escrevi na resposta, a partir de setembro estarei me dedicando em tempo integral ao PT e à reconstrução do país. Chegou a hora. Coloco-me à disposição inclusive para concorrer a cargo eletivo. Na BA!”, relatou.

José de Abreu tinha fechado com a Globo para fazer parte do elenco de Um Lugar ao Sol, segundo a jornalista Patrícia Kogut informou no dia 23 de fevereiro. Porém, com o crescimento de mortes causadas pelo novo coronavírus, a emissora diminuiu o ritmo de gravação da trama e adiou a estreia para outubro, anunciando a estreia de Império (2014-2015) logo após Amor de Mãe.

Como o ator afirmou que vai se dedicar integralmente ao PT a partir de setembro, não há detalhes se ele não fará mais a produção de Lícia Manzo ou se sua participação nas gravações terminará no nono mês de 2021. A última vez que o artista atuou foi em A Dona do Pedaço (2019).

José de Abreu e seu posicionamento político

José de Abreu tem sido defensor ferrenho de pautas de partidos de esquerda e crítico do presidente Jair Bolsonaro. Com a decisão de Edson Fachin, ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), em anular os processos do ex-presidente Lula, o ator postou diversas mensagens aos seus seguidores criticando o ex-juiz Sérgio Moro.

O artista sempre foi contrário a prisão de Lula e chegou a se proclamar presidente do Brasil, uma forma de protestar contra Juan Guaidó, que se intitulou como chefe do executivo Venezuelano. Vale destacar que o presidente do país vizinho é Nicolás Maduro.



Mais Notícias
Outros Famosos