Reportar erro
De volta à ativa

Márcio Garcia lamenta a perda do pai: "Se não fosse a Covid, estaria aqui"

Apresentador perdeu o pai recentemente em batalha contra o vírus

Márcia Garcia com casa com piscina ao fundo
Márcio Garcia apresenta o The Voice Kids - Foto: Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 10/09/2021 às 09:30:04

Márcio Garcia voltou ao trabalho em junho, depois de perder o pai para a Covid-19, em dezembro. O apresentador do The Voice kids faz um balanço dos últimos meses e lamenta: "stá fazendo muita falta. Com certeza, se não fosse a Covid, ele estaria aqui. Então, voltar ao trabalho em meio à pandemia, é estranho, porque a gente não vê a plateia, por exemplo".

"Obviamente, por mais que a gente saiba que a pandemia é séria, quando chega na nossa família, é bem diferente. Meu pai era aquele cara que sempre esteve ao meu lado, sempre foi meu conselheiro, meu braço direito. Mas é muito melhor do que não fazer. Vamos ver sempre o lado, o copo cheio", explica.

"Apesar de tudo, valeu muito a pena porque essa vontade de voltar a trabalhar e estar no palco é muito maior do que o medo. E me senti seguro com todos os protocolos e cuidados", comemora o apresentador.

Márcio Garcia e o The Voice Kids

Para ele, a expectativa é grande para quem acompanha a trajetória das crianças. "E, por mais que a gente ache que um tem mais talento, o outro, às vezes, é mais fofo. Muito difícil denominar essas emoções que sentimos na hora. Queremos que todo mundo ganhe, mas isso é impossível", pondera.

Os filhos Pedro, de 18, Nina, de 16, Felipe, de 12 e João, de 7, acompanham as edições todos os domingos ao seu lado. Às vezes, os adolescentes saem para fazer alguma coisa, porque são bem inquietos, mas o João assiste comigo do início ao fim. O Felipe também, muitas vezes. E são críticos", aponta.



Mais Notícias
Outros Famosos