Reportar erro
Exclusivo

Isabella Santoni sobre sexo a três com Gabriel Leone em DOM: “Uma cena como outra”

Confira a entrevista exclusiva Isabella Santoni falando da carreira e sua aposta como empresária

Isabella Santoni sorrindo para foto com cabelo solto
Isabella Santoni pensa em
Ana Cora Lima

Publicado em 01/08/2021 às 06:30:57,
atualizado em 01/08/2021 às 09:01:41

Isabella Santoni assume que gosta de interpretar mocinhas. Diz que elas não são iguais, mas não há como negar que a atriz, vive um momento de personagens mais densos, mais ‘reais’ como a própria define. Viviane da série Dom, da Prime Video, é um bom exemplo, uma bandida de luxo que vive momentos tórridos com o protagonista da produção, interpretado por Gabriel Leone, que não chega a ser uma vilã.  "Sendo sincera, ela é uma cena como outra", diz Santoni sobre a polêmica cena de sexo a três.

Aliás, Isabella adoraria interpretar uma antagonista. “Eu vou adorar fazer quando ela surgir. Mas eu não fico projetando muito o futuro. Gosto mesmo é de ser surpreendida aqui no presente. Minha cabeça está cada vez mais voltada para o aqui e agora" diz em entrevista exclusiva ao NaTelinha,

Aos 26 anos, Isabella é uma empresária, dona de uma marca de roupas que existe há sete meses e que ela faz questão de acompanhar tudo de perto. ‘Sou focada (risos)! Eu tenho um olhar 360 muito atento, sou perfeccionista, então acabo me envolvendo em tudo”. Longe das novelas, que querendo o não é a maior vitrine para o ator, dede o fim de Orgulho & Paixão, em 2018, Isabella estava escalada para a novelas das 18h da Globo, Além da Ilusão, substituta de Nos Tempos do Imperador que estreia neste mês de agosto. A atriz saiu da produção, mas faz mistério quanto ao seu futuro na emissora.

Confira a entrevista exclusiva de Isabella Santoni

Você está com dois personagens bem polêmicos em DOM e  Missão Cupido. Esse momento da sua carreira é ‘esqueçam as mocinhas sonhadoras’?

Isabella Santoni - Não as vejo como personagens polêmicas. Mesmo! A Rita (de Missão Cupido) é uma personagem de uma comédia romântica, por exemplo. É uma história com humor e leveza. A Viviane (de Dom), eu já a enxergo como uma personagem mais real. Ela é bem humana, com falhas, vivendo a juventude sem muito controle. Mas, definitivamente, não vejo esse momento dessa forma que você descreveu (risos). As mocinhas são importantes e bem-vindas. Mas, como toda a carreira, o mais interessante é poder passear e diversificar os papeis, descobrir novos tons, nuances. É isso o que eu mais gosto. E até mesmo as mocinhas, elas não são todas iguais.

Como é gravar uma cena como a cena do sexo a três. Tudo bem que a gente sabe que tem todo um esquema profissional, mas é difícil? O que passa na cabeça?

Isabella Santoni - A imprensa foca muito nessa cena, mas, sendo sincera, ela é uma cena como outra. E a história é muito mais do que isso, sabe? Para mim, é uma cena que deve ser estudada como todas as outras, entendendo o que me motiva estar ali, qual minha relação com os demais, como me sinto naquele ambiente...

 

O que a série DOM significa para você?

Isabella Santoni - É um marco na minha carreira, minha estreia no streaming e o meu primeiro trabalho com projeção mundial. Dom é a série de língua não inglesa mais vista da Amazon, está em mais de 240 países, são 30 idiomas dublados... Estamos fazendo história com essa série e sou muito feliz por fazer parte dessa equipe, por terem confiado a Viviane à minha criação.

Te falta uma vilã bem má?

Isabella Santoni - Seria interessante fazer uma vilã bem má (risos). Eu vou adorar fazer quando ela surgir. Mas eu não fico projetando muito o futuro. Gosto mesmo é de ser surpreendida aqui no presente. Minha cabeça está cada vez mais voltada para o aqui e agora. E uma carreira não é feita só com heroínas e vilãs. Ainda bem! (risos).

Isabella Santoni sobre sexo a três com Gabriel Leone em DOM: “Uma cena como outra”

Se fosse convidada para fazer um remake, qual seria, que personagem e por quê?

Isabella Santoni - Pensando aqui (risos). Tem tantas personagens maravilhosas. Eu adoro a Nina, que a Débora Falabella fez em Avenida Brasil. Amaria colocar o terror na vida da Carminha (mais risos).

Como é a Isabella empresária? Como você leva a Nia? Você participa de tudo, de processo?

Isabella Santoni - Focada (risos)! Eu tenho um olhar 360 muito atento, sou perfeccionista, então acabo me envolvendo em tudo. Empreender, apesar de todas as dificuldades, é muito gratificante. Estou aprendendo a lidar ainda com tudo, a Nia tem 7 meses apenas, mas já consegui alinhar a equipe bem, isso faz toda a diferença para o negócio. Você precisa ter pessoas competentes em que possa confiar. Eu estou envolvida em todas as etapas da Nia, mas meu dia a dia é mais focado na parte criativa e de marketing.

Estava olhando as suas coleções e as peças são para todos os tamanhos (graças a Deus!). Você tem essa preocupação com a diversidade, a pluralidade em todos os sentidos?

Isabella Santoni - A beleza não é uma via de mão única, que bom. Somos plurais, diversos e acho isso maravilhoso. Quis fazer algo com esse olhar, porque é o meu olhar. Quero que a Nia abrace a todas, que seja uma marca que acolha todas as mulheres, todos os seus corpos.

Pensa em casar e ter filhos ou é algo para mais tarde?

Isabella Santoni - Como eu disse, eu vivo muito o presente e estou feliz com o que estou vivendo agora. Não tenho pensado nisso.

Afinal, você está escalda para a próxima novel das 18h da Globo, Além da Ilusão?

Isabella Santoni - O que eu tenho definido é a segunda temporada de Dom. Por enquanto, é isso o que eu posso falar.



Mais Notícias
Outros Famosos