Reportar erro
Musa inspiradora

Mãe de Paulo Gustavo se pronuncia após apoio de fãs: "Eternamente agradecida"

Déa Lúcia fez publicação em rede social quatro dias após a morte do filho, vítima da Covid-19

Déa Lúcia ao lado do filho, o ator e humorista Paulo Gustavo, vítima da Covid-19
Déa Lúcia Amaral foi a inspiração de Paulo Gustavo para a franquia Minha Mãe é uma Peça, sucesso no teatro e no cinema - Foto: Reprodução/Globo
Redação NT

Publicado em 08/05/2021 às 14:00:00

A mãe de Paulo Gustavo, Déa Lúcia Amaral, inspiração para a franquia Minha Mãe é uma Peça e parceira de cena do humorista no espetáculo Filho da Mãe, quebrou o silêncio quatro dias após a morte do artista. Na tarde deste sábado (8), ela agradeceu o apoio dos fãs desde o falecimento do humorista, vítima de complicações da Covid-19 na última terça-feira (4), após dois meses internado.

"Eternamente agradecida a todos pelas orações e carinho com a minha família. Que Jesus abençoe cada um de vocês. Usem máscara!", escreveu Déa Lúcia na legenda de uma publicação no Instagram. Nas últimas semanas, ela vinha usando a rede social para pedir orações ao filho, que deu entrada no hospital para tratar a doença no início de março.

A foto traz uma fala de Paulo Gustavo em um de seus últimos trabalhos, o Especial de Natal do 220 Volts, exibido na Globo no fim do ano: "Contra o preconceito, a intolerância, a mentira e a tristeza já existe vacina. É o afeto, é o amor. Então, diga o quanto você ama a quem você ama. Mas não fique só na declaração, ame na prática".

A publicação recebeu o apoio de anônimos e famosos. "Amada, um abraço cheio de carinho pra você e toda sua família", escreveu a atriz Cris Vianna. "Paulo é e sempre será o espelho de uma mãe maravilhosa. O Brasil te ama, Déa", comentou o jornalista Lair Rennó. "Ele viverá pra sempre em nossos corações! Amo vocês", acrescentou Monique Alfradique.

Confira a publicação de Déa Lúcia, mãe de Paulo Gustavo:

Velório de Paulo Gustavo reuniu amigos e parentes em Niterói, sua cidade natal

O corpo de Paulo Gustavo foi cremado na quinta-feira (6) em Niterói, região metropolitana do Rio de Janeiro e cidade natal do humorista, que morreu em decorrência de complicações da Covid-19, aos 42 anos, na terça-feira (5). Ele estava internado desde o dia 13 de março no Hospital CopaStar, na zona sul do Rio.

Para evitar aglomerações por causa da pandemia do coronavírus, a cerimônia foi restrita aos amigos e familiares do ator. O corpo de Paulo Gustavo chegou pela manhã ao cemitério Parque da Colina, onde aconteceu o velório. De acordo com a revista Quem, Padre Omar celebrou a missa de despedida e a cerimônia aconteceu por volta das 14h30.

Thales Bretas, marido de Paulo, Juliana Amaral e Déa Lucia, irmã e mãe do ator, foram os primeiros chegarem ao local e estavam muito emocionados. Amigos famosos, como Tatá Werneck, Rafael Vitti, Preta Gil, Samantha Schmütz, Carol Trentini, Marcus Majella e Ingrid Guimarães também foram se despedir do humorista. Ao final da cerimônia, todos os presentes colocaram uma camiseta em homenagem a Paulo Gustavo e aplaudiram em memória do ator.



Mais Notícias
Outros Famosos