Reportar erro
Justiça

Alexandre Frota pode ter bens penhorados caso não pague dívida com Caetano Veloso

Deputado federal chamou Caetano Veloso de pedófilo em 2017

Alexandre Frota com mão na boca e Caetano Veloso irritado
Alexandre Frota ainda não pagou indenização de Caetano Veloso - Foto/Montagem
Redação NT

Publicado em 16/03/2021 às 11:09:13,
atualizado em 16/03/2021 às 11:50:41

O deputado federal Alexandre Frota (PSDB) tem 15 dias para pagar uma indenização a Caetano Veloso no valor de R$ 84.457,31 em processo ganho pelo cantor na 11ª Vara Cívil do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro. Segundo nota do jornalista Ancelmo Gois desta terça-feira (16), no jornal O Globo, o prazo foi estipulado pelo juiz Rossidélio Lopes da Fonte, que prevê aplicação de multa de 10% caso o política postergue a dívida.

Caso Frota não venha a pagar, ele entrará para a lista de negativados, podendo ter seus bens penhorados. A ação ocorreu depois que o político o acusou de ser pedófilo, ladrão e estelionatário. O processo começou a correr em 2017, depois do deputado federal pelo PSDB o ofender no Twitter. 

Frota relembrou o início do relacionamento entre Caetano e sua mulher Paula Lavigne, 27 anos mais jovem que o cantor. "Se descobre a Playboy em que a Paula Lavigne diz que aos 13 anos de idade o Caetano teve relações sexuais com ela, ele tendo 40 anos de idade. E aí entrou uma #CaetanoPedófilo, e ele ficou louco com isso, obviamente. O MBL fez mais de 80 postagens. E o Caetano abriu processos contra mim, contra o MBL e pessoas que compartilharam", resumiu.

Quando começaram a namorar, Caetano tinha 40 anos de idade, enquanto Paula, de fato, tinha apenas 13. Entretanto, em 1986, quando a relação se iniciou, não era crime se envolver com uma pessoa menor de 14 anos.

Os processos de Caetano Veloso

No final do ano passado, Caetano Veloso processou também Olavo de Carvalho por acusações de pedofilia. O valor da indenização chega a quase R$ 3 milhões. No início deste ano, o cantor processou ainda uma internauta que o chamou de "macado pedófilo". Por conta disso, ele entrou na Justiça do Rio e pede indenização de R$ 30 mil para a farmacologista Maria Carla Petrellis, mulher que o xingou na web, por danos morais e injúria racial.

Na ocasião, Maria Carla Petrellis respondeu uma publicação do cantor com um print de uma entrevista de Paula Lavigne, mulher de Caetano, para a Folha de S. Paulo, afirmando que a empresária manteve relações sexuais com o cantor quando tinha 13 anos, enquanto Caetano tinha 40.

Mais Notícias
Outros Famosos