Reportar erro
Bastidores

Carla Vilhena por trás das câmeras: De paixão por motores a carta para Globo

Vida da jornalista já passou por algumas reviravoltas

Carla Vilhena
Carla Vilhena é carioca e começou na Globo, em 1984, como estagiária. Foto: Reprodução/Instagram
Diogo Cavalcante

Publicado em 28/01/2021 às 07:30:57

Carla Vilhena é jornalista, mas sua trajetória bem que poderia pautar uma novela. Em mais de três décadas de carreira, a carioca de 53 anos já se viu diante de reviravoltas consideráveis na vida. Originalmente, não pensava nos jornais como ofício: queria ser engenheira mecânica. Ao terminar um longo casamento, reencontrou um amor do passado, com quem divide a vida até hoje. E de uma posição confortável na televisão, se reinventou como blogueira.

O gosto pelos motores nasceu por influência do pai, e realmente era uma ideia que Carla gostaria de ter seguido. “Na minha cabeça, eu achava que sendo engenheira mecânica, eu iria pertencer a esse mundo (automotivo). Só que, nossa, eu não dou para matemática de jeito nenhum. Até hoje não consigo nem fazer conta de cabeça”, brincou, em entrevista a Danilo Gentili no SBT em 2018.

Não fosse a intervenção de sua mãe, talvez Carla tivesse realmente trilhado outro caminho. “Ela escreveu uma carta para a Globo, pedindo uma oportunidade de estágio não remunerado para a filha dela, que ela achava que tinha muito talento para fazer um trabalho dentro do jornalismo sem eu saber. Eu estava na escola, no ensino médio. Aí, um dia, minha mãe chegou e disse ‘olha, minha filha, nós temos uma entrevista de emprego’”, recordou, na mesma entrevista.

E assim começou a história de Carla com o jornalismo. Era 1984 e ela estagiava na área de edição de imagens da emissora, no Jardim Botânico. Ela entrou na faculdade e passou a ficar cada vez mais integrada ao meio. Além da Globo, passou pela Manchete e pela Band. Foi nesse período que ela conheceu Chico Pinheiro, com quem foi casada por 15 anos e apresentou, junto, o SP1.

Carla Vilhena e o amor do passado

Mas antes de Chico, Carla tinha conhecido o advogado Carlos Monnerat. Os dois tiveram um romance antes dela passar um período morando na Itália e perderem o contato. O tempo passou, Chico e Carla tiveram três filhos. Mas em 2008 a união chegou ao fim. E, novamente, entrou o componente da reviravolta.

“Um ano depois de me separar, nos reencontramos pelo (finado) orkut e descobrimos muitas afinidades. Temos a mesma idade, os mesmos princípios, vivemos experiências semelhantes, somos apegados ao lar e à família, temos uma história linda e continuamos crescendo como casal”, disse, em conversa com o colunista Ricardo Feltrin, do UOL. Carlos e Carla se casaram em setembro de 2011.

Carla Vilhena e a internet

Na carreira de Carla, a internet tem um papel fundamental. Foi ela quem deu um outro direcionamento a sua carreira, quando a jornalista começou a se distanciar da Globo, em um processo iniciado por volta de 2013, quando foi retirada da bancada do Bom Dia Sâo Paulo.

Antes de deixar a emissora, em 2018, estava como repórter do Fantástico e apresentadora do rodízio de sábado do Jornal Nacional. Mas existia outro sentimento por dentro: “Eu já estava no topo possível do que poderia atingir fazendo o 'Jornal Nacional' e como repórter do 'Fantástico'. Chega um ponto em que você pensa: 'O que eu quero além disso? Para onde eu vou?’. Achei que naquele momento no jornalismo eu tinha realizado tudo o que eu podia lá dentro”, declarou ao UOL.

Ela poderia ter migrado para o entretenimento, mas preferiu sair e ficar focada em seu site. Viagens, gastronomia, beleza e autocuidado são alguns dos temas abordados pela jornalista. No YouTube, por exemplo, o canal de Carla conta com mais de 3 milhões de seguidores.

“Você já parou pra pensar que a luz só existe para se contrapor à escuridão? Assim é a nossa vida. Se não houver coração aberto para os bons momentos, eles passarão despercebidos e serão suplantados pelas tristezas”, refletiu, em postagem no seu site, quando foi lançado o novo layout.

E, de novo, mais uma reviravolta viria na vida de Carla. Consolidada na internet, foi convidada para voltar à televisão, através da CNN Brasil, em outubro de 2020. Desde então, apresenta o Visão, à tarde.

Carla Vilhena por trás das câmeras: De paixão por motores a carta para Globo

Carla Vilhena e polêmicas na internet

A internet também já rendeu polêmicas para Carla. A primeira delas foi em 2013, quando o empresário Bruno Chateaubriand deu uma alfinetada na jornalista, enquanto passava uma reportagem feita por ela sobre o casamento de Naldo com Ellen Cardoso, a Mulher Moranguinho.

“A Carla Vilhena entrevistando a Moranguinho? Hahahahah! Perfeito! Essa jornalista casou de luvas. Será q a Moranguinho vai casar tb de luvas?”, disse Bruno, no Twitter. Carla devolveu: “Na impossibilidade de ser a noiva, restou-lhe implicar com as luvas…”. Bruno reagiu indignado, acusando-a de homofóbica. Posteriormente, Carla voltou a tocar no assunto: “Adoro luvas. De todos os tipos: renda, cetim, curtas, longas. Mas minha predileção é mesmo por luvas de pelica”, tweetou.

Bruno chegou a pedir desculpas, mas não engoliu o tom do comentário: “Acato qualquer reação, repito, e peço desculpa pelo meu erro. Agora, comentários típicos de Feliciano, eu não vou aceitar”.

Em outubro de 2019, a jornalista se envolveu em outra polêmica quando fez uma observação sobre Maju Coutinho no Jornal Hoje e recebeu inúmeras críticas na internet. “Sobre matéria da morte de Jorge Fernando (a quem eu admirava como ator e diretor): Por mais que ele tenha sido divertido em vida, está morto. Repórter, não precisa berrar tanto. Apresentadora, vamos evitar rir depois das cenas de arquivo, enqto lê a frase “o corpo do diretor...”, tweetou na ocasião.

Alguns internautas criticaram a atitude de Carla, que tentou se explicar: “Questão de respeito. Apenas uma dica. Eu não gostaria que gargalhassem dando notícia da morte de alguém próximo a mim”.

Não adiantou. Ela acabou apagando o tweet e se retratando posteriormente. Cometi um erro de avaliação. O que achei q poderia ser uma dica para apresentação acabou sendo interpretado como uma ofensa a uma pessoa que adoro, a @majucoutinho . Muitas pessoas entenderam assim. Por isso, peço humildemente desculpas pelo erro. E à Maju, desejo mais sucesso.”

Mais Notícias
Outros Famosos