Polêmica

Novo namorado de Lívia Andrade nega processo de estupro da ex-mulher

Advogado do empresário comentou sobre o assunto

 Novo namorado de Lívia Andrade nega processo de estupro da ex-mulher
Pétala, Marcos Araújo e Lívia Andrade - Foto: Montagem/Reprodução

Redação NT

Publicado em 30/12 às 15:43:40

Novo namorado de Lívia Andrade, Marcos Araújo, que é empresário de grandes nomes da música brasileira, se pronunciou por meio dos seus advogados negando as acusações da ex-mulher, Pétala Barreiros, que afirmou ter sido estuprada por ele quando tinha 14 anos, e que teria passado por outras agressões físicas.

continua depois da publicidade

Para a revista Quem, João Fonseca, advogado do grupo Audiomix, afirmou que o processo está correndo em segredo de Justiça e, por conta disso, não pode ser exposto. "O processo com a ex-companheira está protegido pelo segredo de justiça e não podemos - em respeito ao Poder Judiciário - expor absolutamente nada do que se discute lá dentro", explicou.

Em outro momento, ainda abordou sobre como o empresário de Gusttavo Lima vai proceder diante das acusações. "Em relação às medidas que o Marcos vai tomar a respeito das notícias veiculadas nesses últimos dias, ainda estamos em conversa cliente-advogado para decidir o que será feito na esfera judicial. Mas adianto que não existe nem processo de estupro nem de lesão corporal, muito menos a existência desses fatos!", garantiu.

continua depois da publicidade

Ex do namorado de Lívia Andrade diz que foi traída e faz acusações

Na última terça-feira (29), Pétala Barreiros usou seu perfil do Instagram para falar sobre o fim de sua relação com o empresário, revelando que tudo aconteceu após descobrir uma traição, e além disso, ainda fez graves acusações.

Pelos stories, a influenciadora de 21 anos afirmou que após o término, a apresentadora teria chegado a usar suas roupas e um tênis, que mesmo pedindo de volta, o ex não devolveu.

continua depois da publicidade

A parte mais séria do desabafo foi quando Pérola alegou que foi vítima de agressão, tanto sexual quanto física, por parte de Marcos. Além disso, ele ainda teria a proibido de estudar e trabalhar.

"Agora, usando a palavra justiça, que você usou no seu post, não imaginei que você gostaria de falar sobre isso porque eu tenho muita coisa para falar sobre isso. Você quer começar pelo processo de estupro quando eu tinha 14 anos ou pela lei Maria da Penha sobre as agressões físicas? Tem um processo também em que peço auxílio para o Lucas e para mim porque o Marcos nunca permitiu que eu estudasse. Ele nunca permitiu que eu trabalhasse porque ele tinha um ciúme doentio e qualquer coisa que eu fizesse, ele não aceitava", contou.

continua depois da publicidade