Reportar erro
Experiência traumática

Anitta revela que sofreu estupro aos 15 anos: "Parei de achar que é culpa minha"

Cantora ainda lembra com detalhes do momento com cama cheia de sangue

 Anitta revela que sofreu estupro aos 15 anos: "Parei de achar que é culpa minha"
Anitta cai no choro em documentário - Reprodução/Netflix

Redação NT

Publicado em 16/12/2020 às 11:18:27

A Netflix lançou na madrugada desta quarta-feira (16) a série documentário Anitta: Made in Honório, que detalha a trajetória da cantora desde a infância até chegar aos holofotes. No primeiro episódio, ela revelou que foi estuprada aos 15 anos de idade [tem 27 atualmente] e só parou de acreditar que a culpa do ato era sua há pouco tempo.

Em depoimento, Anitta lamenta ter se colocado em relações abusivas e relembra: "Quando eu tinha 14 pra 15 anos eu conheci uma pessoa e eu tinha medo dele. Ele era autoritário comigo, falava de forma autoritária. Eu não sei, eu era diferente quando adolescente, não era do jeito que sou hoje em dia".

Em determinado dia, a cantora recorda que ele estava muito nervoso e estressado. "Eu estava com bastante medo das reações dele quando tava estressado e eu acabei perguntando se ele queria ir pra algum lugar, só nós dois. Na mesma hora ele parou o estresse dele e perguntou se eu tinha certeza. Falei que sim, mas hoje tenho plena certeza que falei que sim porque eu estava morrendo de medo do estresse dele, sabe?", conta ela, pela primeira vez.

Experiência traumática de Anitta

Anitta foi além no nível de detalhes e recorda com exatidão a traumática experiência: "Quando cheguei lá eu realizei que não era certo eu fazer aquilo por medo nem nada. Eu falei que não queria mais, mas ele não ouviu. Ele não falou nada. Ele só seguiu fazendo o que queria fazer. Quando ele acabou, ele saiu, foi abrir uma cerveja, e eu fiquei olhando assim pra cama cheia de sangue".

"Faz muito pouco tempo que parei de achar que isso é culpa minha. Faz muito pouco tempo que eu parei de achar que eu causei isso pra mim. Sempre tive medo do que as pessoas iam falar. 'Como ela pode ter sofrido isso e hoje ser tão sexual, ser tão aberta?'. Não sei. O que eu sei é que peguei isso que vivi e transformei numa coisa pra me fazer sair por cima, me fazer sair melhor", orgulha-se.

Na visão dela, que na verdade se chama Larissa, Anitta nasceu a partir daí. "Da minha vontade e necessidade de ser uma mulher corajosa, que nunca ninguém pudesse machucar, que nunca ninguém pudesse fazer chorar, que nunca ninguém pudesse magoar, que sempre tivesse uma saída pra tudo. Foi daí. Eu criei essa personagem aí", prosseguiu.

Miriam Machado, a mãe de Anitta, comentou sobre o trauma: "Eu via ela triste de vez em quando, via chateada mas, pra mim, era as coisas que ela não conseguia". O irmão Renan também detalhou como foi o desabafo da família com relação ao estupro: "Ela chamou eu, meu pai e minha mãe pra conversar. Ela pediu que a gente nem olhasse pra ela. Estava começando a se boicotar, não comer, não estar feliz, criar defesas dentro dela pra suportar esse segredo. Resolveu botar isso pra fora, nos contar".

Anitta: Made in Honório conta com seis episódios na Netflix, divididos em temáticas, como família, ensaios, férias e shows. Confira o trailer:



Mais Notícias