Reportar erro
Curada?

Joelma relata sequelas da Covid-19: "Afetou minha visão e coisas simples"

Cantora se queixou de sequelas do novo coronavírus

Joelma em entrevista ao Fantástico
Joelma em entrevista ao Fantástico - Reprodução/TV Globo
Redação NT

Publicado em 05/10/2020 às 10:37:07

E lá se vão oito meses de pandemia do novo coronavírus (Covid-19) no Brasil, mas nem todos os infectados conseguiram voltar sua vida ao normal. A cantora Joelma, infectada em julho, em conversa com o Fantástico nesse domingo (4), relatou sequelas da doença mesmo depois de três meses.

"Uma coisa muito louca. Afetou a minha visão. Eu via tudo embaçado e também... Coisas simples que eu não conseguia lembrar, não vinha na mente, entendeu?", lamentou ela.

Joelma relembra um período difícil: "Eu fiquei 60 dias em cima de uma cama. Eu tô inchada ainda. Tanto é que eu tive que aumentar o número do meu sutiã. Os peitos cresceram. Fiz os exames, tudo normal. E ninguém consegue explicar isso porque eu fiquei muito grande. A respiração voltou ao normal uns três dias atrás, porque ela ainda estava eu comecei a me exercitar devagar, a fazer alguns exercícios de respiração".

De acordo com as estatísticas, que ainda não são exatas, cada três doentes de Covid, um vai ter sintomas de longo prazo, e continuar precisando do sistema de saúde.

Engenheiro explica o Covid persistente

Segundo o engenheiro Altair Ruiz, isso se chama Covid persistente: "Meu principal sintoma é a fadiga, um peso mental. E numa leitura, eu começo a sentir esse peso mental e começa a dar uma sonolência que não dá pra dormir. Porque um dos sintomas também é a insônia. Insônia e o coração acelerado. Como se fosse uma taquicardia mas é o tempo todo. Pressão bem alta".

Mais Notícias
Outros Famosos