De língua

Reynaldo Gianecchini avalia beijos com Vera Fischer: "Discutível entre os puritanos"

Cenas quentes entre os atores em Laços de Família seguem causando alvoroço após 20 anos

Reynaldo Gianecchini avalia beijos com Vera Fischer:
"A língua a mais é o de menos. A verdade da cena, os personagens pulsando, é o que conta", avaliou Reynaldo Gianecchini - Foto: Reprodução/Globo

Publicado em 27/09/2020 às 15:50:00

Por: Redação NT

Reynaldo Gianecchini está em alta com a reprise de Laços de Família, novela que marcou sua estreia na Globo há 20 anos. Em entrevista, ele comentou a repercussão das cenas mais quentes protagonizadas com Vera Fischer, seu par romântico na história. Nas redes sociais, as primeiras cenas de Edu e Helena causaram alvoroço entre os internautas, que investigaram que os beijos seriam "técnicos".

"A língua a mais é o de menos. A verdade da cena, os personagens pulsando, é o que conta. Você em casa começa a pulsar junto", avaliou Reynaldo Gianecchini, em entrevista ao Extra. O ator relembrou que as cenas "tiravam o fôlego" até mesmo a equipe da novela de Manoel Carlos, como o diretor Ricardo Waddington.

"Preciso dizer que é ousado, até para os tempos de hoje. É um tipo de beijo que você não vê muito na TV, discutível entre os puritanos. Tem gente que acha de mau gosto, tem quem se constranja... Eu entendo. Vai muito da falta de liberdade de quem está assistindo. Mas acho que o despudor passa uma verdade naquele casal. Ao mesmo tempo, não vejo nada demais. Mas olha como mexe com as pessoas", avaliou.

"Tinha que pagar um pedágio por ser bonito", avalia Reynaldo Gianecchini

Ainda em entrevista ao Extra, Reynaldo Gianecchini comentou como foi difícil o início da carreira. "Sempre senti que eu tinha que pagar um pedágio por ser bonito. Acho que, quanto mais velho eu ficar, mais vão reparar no meu trabalho. Eu também busco o belo, mas não o óbvio. E a verdade é que nunca me senti tão bonito quanto sempre falam", relatou.

O ator também surpreendeu ao contar que já foi muito rejeitado amorosamente. "Até porque, amada, esse pacote que eu virei é bem complexo de carregar. Poucas pessoas encaram o que eu represento, tudo o que vem comigo por ser uma pessoa pública. Acredite: é mais difícil do que fácil de acontecer", disse.

Após assumir que já ficou com homens, Reynaldo Gianecchini evita falar sobre sexualidade. "Eu já falei o que tinha pra falar. É um assunto que vai longe, e as pessoas insistem em tratá-lo de uma forma muito pequena", diz, ainda em entrevista ao Extra. Ele lembra com carinho do casamento com a jornalista Marília Gabriela, mas não tem intenção de trocar alianças novamente.

Solteiríssimo, ele afirma: "Como tenho alma cigana, está tudo certo em estar sozinho. Gosto muito de liberdade. Mas é lindo ter um amor. Fui casado por quase nove anos e adorei. Só que tem que ser muito forte. Enquanto essa pessoa não aparece, vou vivendo como gosto".


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!