Exclusivo

Herdeiras de Marcos Paulo não irão recorrer da decisão a favor de Fontenelle

Fontenelle terá direito a 12,5% do patrimônio deixado por Marcos Paulo

Herdeiras de Marcos Paulo não irão recorrer da decisão a favor de Fontenelle
Reprodução

Publicado em 10/07/2019 às 17:40:45 ,
atualizado em 10/07/2019 às 22:13:59

Por: Sandro Nascimento com Diego Falcão

Mariana Sochaczewski e Giulia Costa, filhas de Marco Paulo com Renata Sorrah e Flávia Alessandra respectivamente, afirmaram que não irão recorrer da sentença dada pela Justiça do Estado do Rio de Janeiro nesta quarta-feira (10). Conforme noticiado pelo NaTelinha, Antônia Fontenelle  foi reconhecida , judicialmente,  e terá direito de 12,5% da herança de seu ex-marido e diretor, Marcos Paulo, falecido em 2012.

Ao NaTelinha, Antônia Fontenelle comentou sobre a nota de esclarecimento enviada pelos advogados o site: "desespero bateu à porta".

Nota de esclarecimento

 "Considerando o julgamento realizado no tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro nesta quarta feira (10), as herdeiras do sr. Marcos Paulo acreditam terem dado um grande passo para solução deste litígio, que se desenrola há anos. Gostaríamos de esclarecer que em momento algum as filhas e herdeiras de Marcos Paulo se colocaram contra qualquer questão de reconhecimento da Sra Antonia Fontenelle como companheira de seu pai. As mesmas tiveram o tempo todo que lidar com uma super exposição desnecessária na mídia e durante 7 anos conviver com esse assunto que tanto as entristece. A Sra Antonia reivindicou 60% do espolio de Marcos Paulo que a justiça entendeu ser improcedente e esse foi o único ponto de discordância entre as partes. Na decisão de hoje a justiça concedeu a Sra Fontenelle o direito 12,5% do patrimônio deixado por Marcos Paulo.
Vale ressaltar que as herdeiras estão de acordo com a decisão e não pretendem recorrer da mesma".

A assessoria das herdeiras das filhas de Marco Paulo ainda esclarece que o pensamento delas sobre inventário é manter "o respeito não só a vontade do falecido, mas principalmente as decisões judiciais".

Antônia Fontenelle

Antônia comemorou na manhã desta quarta-feira (10), em seu Stories, no Instagram. "Meu advogado me liga para dizer que, finalmente, depois de 7 anos de muito esculacho, a Justiça me deu ganho de causa. É um ganho moral. É uma vitória moral. Três a zero como todas as vezes que fui reconhecida, foi por unanimidade", desabafou, emocionada.

Ela ainda falou às mulheres: "Eu queria dizer para as mulheres desse país que não desistam dos direitos de vocês, nunca deixem ninguém esculachar vocês, nunca abaixem a cabeça pra ninguém. O Brasil tem Justiça, sim. Grite! Contra fatos não há argumentos. Há sete anos eu estava sendo humilhada, esculachada, menosprezada".

A loira está em Nova Iorque, nos Estados Unidos, quando seu advogado ligou. Ela aparece nos Stories chorando. "Pra estar nesse lugar, que traz sempre lembranças, tínhamos planos de fazer filmes aqui... Receber a notícia aqui. Tem o dedo de Deus! Respeite minha história!" bradou.

No feed, postou um vídeo que classificou como um "grito", de Carolina Ferraz em "Beleza Pura" (2008) gritando: "Eu sou rica!".

Assista

Antônia Fontenelle e Marcos Paulo

Antônia Fontenelle e Marcos Paulo ficaram juntos por seis anos e, antes de sua morte, o diretor deixou uma carta garantindo que a mulher teria direito a 60% de seus bens e investimentos. Porém, o documento não foi reconhecido em cartório e é passível de discussão. A herança é avaliada em R$ 30 milhões.

Em agosto de 2017, Antônia foi reconhecida como herdeira de Marcos Paulo em instância inferior. Depois, a disputa foi parar no STJ, onde Fontenelle acabou excluída, e na sequência seguiu para o colegiado.

Marcos Paulo teve três filhas, de seus relacionamentos com Tina Serina, Renata Sorrah e Flávia Alessandra. A filha do primeiro casamento não participa do processo.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!