Morreu no domingo

Rafael Miguel interpretou personagem em homenagem a filho de Carlos Lombardi na Globo

Ator assassinado pelo sogro estreou nas novelas em 2006, com "Pé na Jaca"

Rafael Miguel interpretou personagem em homenagem a filho de Carlos Lombardi na Globo
Em "Pé na Jaca", Percival Fortuna era filho do protagonista e inspirado em Renato, filho do autor Carlos Lombardi. Foto: Reprodução/Memória Globo

Naian Lucas
i

Naian Lucas

Naian Lucas escreve há 10 anos e já fez de tudo um pouco nas redações. Apaixonado por televisão, é roteirista e trabalha na área desde 2014. Atualmente, é repórter do NaTelinha e aficcionado por tudo que envolve dramaturgia. Siga-me no Twitter: @naiaan

Publicado em 11/06/2019 às 18:35:06 Atualizado em 11/06/2019 às 21:51:14

Rafael Miguel, assassinado na tarde do último domingo (09) pelo pai da própria namorada, estreou na dramaturgia em "Pé na Jaca", última novela de Carlos Lombardi na Globo. E seu personagem foi uma espécie de homenagem a um dos filhos do autor.

Em conversa com o NaTelinha, Lombardi contou que criou os dois filhos do protagonista Arthur Fortuna (Murilo Benício) para homenagear seus filhos Renato e Ricardo e que coube a Rafael Miguel interpretar seu filho mais velho.

"Eu contei ao [Ricardo] Waddington que os filhos do Arthur eram inspirados em meus próprios filhos, numa espécie de homenagem e tive um papo muito carinhoso com os intérpretes", comentou Lombardi.

Embora seja uma homenagem ao filho, o personagem de Rafael Miguel se chamava Percival Fortuna e era filho caçula de Arthur com Vanessa (Flávia Alessandra). Mais ligado à literatura e aos estudos, a criança não era próximo à realidade dos pais, que eram muito mais focados em negócios e na vida de luxo.

Lombardi se lembra que a escolha do intérprete não coube a ele. "O ator quem escolheu foi o Waddington", explicou se referindo ao atual diretor geral de produção da Globo.  Além de "Pé na Jaca", Rafael esteve em "JK" (2006) e "Cama de Gato" (2009) na Globo. No SBT, o ator trabalhou em "Cristal" (2006) e "Chiquititas" (2013-2015). 

Antes de tudo isso, ele ficou conhecido do grande público ao estrelar uma série de comerciais ainda criança, onde fazia birra pedindo para a mãe comprar brócolis. 

A morte de Rafael Miguel

O caso gerou comoção nacional e, pouco depois da confirmação das mortes de Rafael Miguel e seus pais, diversos famosos fizeram questão de lamentar o ocorrido e pedir justiça nas redes sociais.

Até o momento, o pai da namorada, Paulo Cupertino Matias, acusado de ser o responsável pelo assassinato triplo, está foragido e é procurado pela polícia.

Em entrevista ao "Balanço Geral", da Record, Isabela Tibcherani afirmou que o pai era muito ciumento e possessivo.

Já em depoimento na delegacia, Isabela explicou que pegou carona com o namorado e os sogros, João Alcisio Miguel, de 52 anos, e Miriam Selma Miguel, de 50. Ao chegar em casa, no bairro da Pedreira, Zona Sul de São Paulo, se surpreendeu com a presença do pai na porta. Eles não moravam juntos.

Ela relatou que Rafael e seus pais estacionaram o carro e a acompanharam até a entrada da residência. Nesse momento, Paulo Cupertino Matias teria os abordado e mandado a filha entrar. Isabela contou que ele ficou do lado de fora com o trio e logo depois houve os disparos.

Com a declaração, ela nega a versão de que o namorado e os sogros haviam ido até a sua casa para tentar, enfim, oficializar o romance que era contra a vontade do seu pai.

Os corpos de Rafael Miguel, João Alcisio e Miriam Selma foram enterrados na noite de ontem, no Cemitério do Campo Grande, na capital paulista.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!