Ator morreu

Claudia Rodrigues faz homenagem para Lúcio Mauro: "viúva mais triste"

Claudia Rodrigues faz homenagem para Lúcio Mauro:
Divulgação

Diego Falcão
i

Diego Falcão

Formado em Sistemas de Internet, apaixonado por televisão, é editor-chefe e escreve para o NaTelinha desde a sua fundação.

Publicado em 13/05/2019 às 12:31:28 Atualizado em 13/05/2019 às 12:37:42

Em seu Instagram, a atriz Claudia Rodrigues prestou uma homenagem para o ator Lúcio Mauro, que morreu no último sábado (11). Na rede social, Claudinha relembrou o personagem Fernandinho de Zorra Total.

Ela interpretou Ofelia ao lado do ator.

"Que a Lu me perdoe mas hoje sou a viúva mais triste do planeta. “Meu marido Fernandinho” fez à viagem. Descanse em paz e vai com Deus, meu grande e inesquecível parceiro, amigo, irmão, pai, mentor e professor", escreveu.

"Ao seu lado construí lindas memórias e são elas que agora aquecem meu coração gelado já com saudades suas, grande mestre! Te amoooooo e para sempre te amarei pq eu só abro a boca quando eu tenho certeza", finalizou.

Lúcio Mauro enfrentava problemas respiratórios, contudo, contava com o apoio dos parentes e colegas de profissão. Não há detalhes sobre onde acontecerá o velório e sepultamento do artista.

Carreira

O nome completo do ator é Lúcio de Barros Barbalho. Ele nasceu no município de Belém do Pará, no dia 14 de março de 1927. Integrou dezenas de programas da Globo, tendo como um dos seus principais parceiros o comediante Chico Anysio, que faleceu em março de 2012.

Iniciou a carreira no teatro estudantil e despontou para o estrelado quando tinha cerca de 20 anos. Ele recebeu o convite do ator Mário Salaberry para integrar uma companhia teatral. Após o acidente de Salaberry, Lúcio se transferiu para a companhia Barreto Júnior.

Neste período, casou-se com a atriz Arlete Salles e os dois tiveram dois filhos. Com a inauguração da TV Rádio Clube de Pernambuco, realizou seu primeiro programa humorístico na televisão, o “Beco sem Saída”, trabalhando ao lado do artista José Santa Cruz.

Em 1963, ele e Salles se transferiram para o Rio de Janeiro e arranjaram emprego na TV Rio. Logo em seguida, transferiram-se para TV Tupi, participando de episódios do “Grande Teatro Tupi”. Em 1966, a carreira do ator muda radicalmente ao chegar na Globo, estreando na emissora no humorístico “TV0-TV1”.

Em 1968, estreou na atração “Balança Mas Não Cai”, indo ao ar até o final de 1971. Foi no humorístico que ganhou um dos seus principais papéis da carreira: Fernandinho. Ele atuou ao lado de Sônia Mamede (1936-1990), que deu vida a personagem Ofélia. Em 1999, no “Zorra Total”, voltou a interpretar Fernandinho, dividindo cena com Cláudia Rodrigues.

Aldemas Vigário, da “Escolhida do Professor Raimundo”, e Da Júlia, do “Chico Anysio Show”, foram outros dois personagens que marcaram a carreira do comediante. Em 2015, fez uma participação especial na nova versão do programa, recebendo o carinho e aplausos dos colegas.

Com currículo extenso no teatro, foi dirigido pelo seu filho, Lúcio Mauro Filho, que ficou responsável pelo roteiro da peça, no espetáculo “Lúcio 80-30”. Os dois eram os protagonistas do enredo e ainda dividiram palco com outros dois filhos do artista, Alexandre Barbalho e Luly Barbalho.

Lúcio também atuou em séries e novelas da Globo. Participou de episódios de “Os Normais” (2003), “A Grande Família” (2001), “Sob Nova Direção” (2004), “Programa Novo” (2004), “A Favorita” (2008), “Caminho das Índias” (2009), “Gabriela” (2012), entre outros.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!