Enfoque NT

Com um formato simples, Roda a Roda turbina Ibope e vira sensação nas noites do SBT

Roda a Roda vira o programa mais visto nas noites do canal

Com um formato simples, Roda a Roda turbina Ibope e vira sensação nas noites do SBT
Rebeca Abravanel apresenta o Roda a Roda diariamente - Divulgação/SBT

Publicado em 16/11/2019 às 09:21:14 ,
atualizado em 16/11/2019 às 16:14:14

Por: Thiago Forato

Rebeca Abravanel definitivamente caiu nas graças do telespectador. O Roda a Roda, programa que apresenta diariamente no SBT, é o programa mais visto neste mês de novembro na emissora, parcialmente. São 10,5 pontos de média na Grande São Paulo (cada ponto equivale a 200 mil telespectadores) contra 9,5 de As Aventuras de Poliana e 8,0 de Cúmplices de um Resgate.

Como um programa de fórmula simples, tendo apenas uma roleta e três participantes brincando de forca, adivinhando palavras, o Roda a Roda revive seu auge no SBT. Não aquele do ano de 2005, quando foi apresentado por Silvio Santos no mesmo horário quando atingia 18 de média e picos acima de 20 contra o Jornal Nacional, mas numa nova realidade. E muito mais difícil.

A memória afetiva parece não afetar os telespectadores. É o que diz a dona de casa Marina Queiroz, de 59 anos, que acompanha o game-show do SBT. "Prefiro Rebeca ao Silvio", elogiando ainda a evolução de Rebeca como apresentadora.

Segundo ela, o que a faz se tornar telespectador do Roda a Roda são as adivinhações de palavra. "Me sinto como se estivesse no lugar do participante", pontua, fazendo apenas uma crítica: as tentativas de Rebeca tentar acertar a palavra, quebrando muitas vezes a empolgação.

Para Jacqueline Bellio, autônoma de 25 anos, o programa no início era parado, mas começou a ficar divertido de se ver. "Não é uma coisa tediosa. Sou mega fã da Rebeca", elogia ela, que vai além ao dizer: "Se fosse a Patrícia ou Silvia [Abravanel] não ficaria tão ligada na TV. A Rebeca transformou o programa e deu de 10 a 0 nas irmãs que tentaram assumir o programa". E ainda diz que "Silvão passou da época".

Conversando informalmente com outros telespectadores assíduos da Roda a Roda, o desempenho de Rebeca é unanimidade. A filha número cinco de Silvio Santos já se transformou queridinha do público e tem a "benção" das colegas de trabalho do pai.

Rebeca, aliás, é o motivo pelo sucesso do Roda a Roda. Algum tempo atrás, Patrícia assumiu o programa diariamente no lugar de Chaves no início da noite. Não deu certo e o seriado mexicano voltou. Apesar dos horários serem diferentes, a aceitação também é. Rebeca goza de mais prestígio com o público e isso é nítido.

Sem receita de bolo

Não há como justificar essa alta audiência da maneira que explanamos a Teoria do Big Bang. O êxito do Roda a Roda não é uma receita de bolo, mas seu sucesso é recorrente.

Em 1992, Silvio Santos tomou as rédeas do game-show diariamente na faixa das 18h e também deu certo, ainda com o título de Roletrando. E detalhe: foi o primeiro programa diário que o dono do SBT fez. Aparecer na casa das suas colegas de trabalho todos os dias era uma novidade.

Já naquela época, o programa era um "infomercial". Sob o nome de Roletrando Ekológico, tinha o patrocínio da Kolynos e ficou estabelecido que ficaria por 90 dias no ar.

Quando regressou em 2003 já como Roda a Roda, teve o patrocínio da Chevrolet e também tinha prazo de validade. Assim como em 2005, no seu auge, com Johnson & Johnson. Esse prazo de validade se perdeu com o apoio de empresas do grupo, como o Baú da Felicidade e Jequiti, se tornando fixo na grade de programação.

Depois de um tempo apagado, o Roda a Roda voltou a ser protagonista da programação noturna do SBT. Mas, assim como em outros tempos, o sucesso desse tipo de programa também se esgota. Como já se esgotou nas outras oportunidades.

______________________________________________________________________________________________________________  

Thiago Forato é jornalista e escreve diariamente para o NaTelinha. Assina a coluna Enfoque NT desde 2011. Converse com ele pelo e-mail thiagoforato@natelinha.com.br ou no Twitter, @tforatto


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!