Enfoque NT

Recordes de Ibope dos Estaduais comprovam interesse do público e necessidade de manutenção

Final do Campeonato Gaúcho cravou incríveis 53 pontos

Recordes de Ibope dos Estaduais comprovam interesse do público e necessidade de manutenção
O jogador André e o técnico Renato Portaluppi comemorando o título Gaúcho 2019 - Divulgação/Grêmio

Publicado em 27/04/2019 às 08:15:08

Por: Thiago Forato

O Campeonato Brasileiro começa neste sábado (27) e 20 times entram para saber quem será o grande campeão em dezembro. O Palmeiras defende o título e parte para conquistar a sua 11ª taça.

Os estaduais, preteridos por muitos torcedores e parte da imprensa, mostraram sua importância ao longo dessas fases de mata-mata, sobretudo na final, conforme levantamento exclusivo realizado por Diogo Cavalcante, jornalista do NaTelinha.

Certames que em outros tempos davam a condição de disputar o Campeonato Brasileiro para tentar garantir o passaporte à Taça Libertadores, foram sendo sucateados e desvalorizados ao longo do tempo, ao mesmo tempo que esses torneios ganharam maior relevância.

Os quase 40 pontos de média do Paulistão na final, 43 do Pernambucano ou os incríveis 53 pontos do Gaúcho atestam a importância deles para seus torcedores e até a sua manutenção por parte da TV, principalmente da Globo.

É bem verdade que as fórmulas de alguns estaduais precisam ser mexidas para se tornarem mais atrativas. O Campeonato Carioca, que já foi referência, hoje é preciso ter uma tese em Harvard para poder entender o regulamento, tamanha bizarrice. Sem pé nem cabeça.

As datas inevitavelmente vão diminuir, mas os clássicos continuarão chamando a atenção em suas fases derradeiras. O que não deve mudar na fórmula é o elemento final. Eliminatório. Grandes clássicos, ainda que em alguns estados todos anos sejam sempre os mesmos, tamanha inexpressão dos clubes do interior.

Afinal, é exatamente isso que mantém os estaduais acesos para a TV. A primeira fase, recheada de jogos desinteressantes, sequer teve transmissão da Globo nas quartas-feiras de janeiro.

Claro, não devemos misturar as coisas e querer a volta do mata-mata no Brasileirão. Para isso, além dos estaduais, já existe a Copa do Brasil, Libertadores, Sul-Americana, Mundial, etc. Como no campeonato nacional as equipes têm um nível maior, é isso que mantém o interesse do público até novembro, ao menos.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!