Enfoque NT

"Teleton 2018" bate a meta com Silvio Santos apressado

Maratona ultrapassou os R$ 32 milhões





Silvio Santos no Teleton 2018
Lourival Ribeiro/ SBT

Publicado em 11/11/2018 às 00:39:14 ,
atualizado em 11/11/2018 às 15:35:52

Por: Thiago Forato

Terminou na madrugada deste domingo (11) a 21ª edição do "Teleton". A meta, a princípio ousada, de R$ 30 milhões, foi batida à 0h13.

Com um cheque de R$ 4,5 milhões, o Banco do Brasil fez os números saltarem e a maratona beneficente, que ocupou mais de 24 horas na programação do SBT, teve mais um final feliz com mais de R$ 32 milhões arrecadados para a AACD.

Não se pode negar que o "Teleton" teve mais uma edição viva e vibrante, com musicais, números de mágica, até casamento no palco pela primeira vez na história e um Silvio Santos afiado.

Ainda que esta edição tenha reunido todos esses predicados, ainda faz falta o que era realizado em suas primeiras edições: especiais. Quem não se lembra do "Show do Milhão", "Show de Talentos", "Gol Show"', "Curtindo uma Viagem"? Desde 2005, quando Silvio levou ao ar o "Family Feud" e "Roda a Roda", nenhuma atração mais teve ganhou edições especiais. E lá se vão 13 anos...

Pela primeira vez após cinco anos, todas as grandes emissoras participaram do evento com algum nome, com destaque para Henri Castelli. Sua participação rendeu ao lado de Rebeca Abravanel, a filha número cinco de Silvio Santos. Eliana e até a própria Patrícia fizeram coro de que eles formavam um bonito casal e entraram na brincadeira, levando a internet e o público à loucura com a possibilidade.

A abertura, que desta vez teve Ivete Sangalo, foi um dos pontos altos do programa. A baiana esteve por lá até depois da uma da manhã, proporcionando excelentes momentos com direito até a elogio de um dos pijamas usados por Silvio Santos.

No período da tarde, Raul Gil foi um ponto não tão alto assim. Poderia ter até havido uma tensão quando ele passou a elogiar o presidente eleito, Jair Bolsonaro, e Maisa Silva não disfarçou seu desconforto e fez uma rápida troca de assunto, pedindo para que a empresa presente mostrasse logo o cheque.

Bolsonaro este, aliás, que foi o primeiro presidente a ligar para o "Teleton". Silvio Santos mostrou seu entusiasmo, agradeceu e até projetou que o Brasil estaria em um bom rumo caso ele se reeleja em 2022, abrindo espaço para Sergio Moro ficar outros oito anos posteriormente.

Silvio Santos, como era de se esperar, distribuiu patadas. A principal vítima talvez tenha sido Patrícia. "Você pode fazer o favor de voltar ao seu lugar", disse o dono do SBT para a filha número quatro depois de ela sair do local demarcado por ele, em um bingo criado para esta edição, onde o telespectador podia se cadastrar pela internet e participar.

A pressa de Silvio também era evidente. Se em outros tempos o "Teleton" adentrava a madrugada, terminando às 2h, ele já foi logo avisando que hoje terminaria à meia-noite, como no ano passado. Em 2017, contudo, havia a desculpa da exibição do primeiro episódio de "Stranger Things", num acordo inédito com a Netflix. Desta vez, nem isso...

Com a tropa do cheque com importâncias mais magras devido a crise, Silvio Santos tratou de dispensá-los o mais rápido que pode.

Se em outros tempos o encerramento era o momento mais aguardado, quando ele se juntava a Hebe Camargo, o mesmo não se pode dizer agora. Embora ainda esteja em plena forma, sua inquietação é flagrante aos olhos de quem assiste, criando situações por vezes desnecessárias e até alguns constrangimentos, como a vivida por Claudia Leitte, que ficou visivelmente sem graça com os comentários sobre sua roupa sensual.

No mais, o "Teleton" mais uma vez merece palmas, pela nobre causa engajando todos os canais e, principalmente, o público. 

Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há 13 anos e assina a coluna Enfoque NT há sete, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br Twitter: @tforatto



publicidade

TAGS:

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!