Coluna do Sandro

SBT exibirá o primeiro reality de futebol com confinamento do mundo, garante criador

Leonardo Ferraz é CEO e idealizador do formato de Uma Vida, Um Sonho

SBT exibirá o primeiro reality de futebol com confinamento do mundo, garante criador
Montagem NaTelinha

Publicado em 26/07/2020 às 05:31:01

Por: Sandro Nascimento

O SBT será a primeira emissora do mundo a exibir um reality show de futebol com confinamento e voto popular. É o que garante Leonardo Ferraz, CEO e idealizador de Uma Vida, Um Sonho. O programa tem previsão de estreia para outubro e pretende revelar um novo craque do esporte. Segundo Ferraz, o formato está sendo negociado com os Estados Unidos, Inglaterra, China e Espanha e chegou a despertar interesse da produtora Endemol, dona dos direitos do Big Brother e MasterChef.

"É um programa novo e diferente. Nunca teve nada igual na televisão mundial e será lançado no Brasil. É um projeto que une os dois maiores ícones de audiência da televisão, seja qual for o canal, que é reality show e futebol. Com isso, ele une tanto o público masculino quanto o feminino. O homem vai assistir pelo futebol e a mulher assistirá por causa do dia dia do confinamento. Ele terá todas as nuances do formato, como brigas de convivência", conta Leonardo Ferraz ao NaTelinha.

O CEO do projeto destaca que idealizou sozinho a formatação de Uma Vida, Um Sonho entre 2016 e 2017. Isso acorreu após ter trabalhado na Europa como treinador profissional de futebol e ter retornado ao Brasil, em 2014, para cuidar da saúde da sua mãe. Com tempo ocioso começou assistir TV e percebeu que não existia um reality show com a temática sobre o esporte.

"Nesse momento comecei a estudar, pensar e pesquisar se havia alguma coisa em termos de futebol. Pesquisei a nível mundial, de forma ampla e não tinha nada parecido. Então desenvolvi o programa com confinamento e com a decisão de voto popular. É um reality show que o público decide. Fiz todos os registros no Brasil e exterior. Depois comecei a buscar parceiros", explica Leonardo Ferraz, que revela que sempre gostou de escrever.

E continua: "Cheguei a conversar com outras emissoras. No SBT foi através de um amigo em comum com a diretoria da emissora. Então, no final do ano passado, conversei com o Guilherme Stoliar (presidente do Grupo Silvio Santos), que se encantou com o projeto e cerca de uma semana depois marcou uma reunião para apresentar aos outros executivos. Da primeira visita a assinatura do contrato foi mais ou menos dois meses, no máximo. Sim, gostaram muito".

Formato de Uma Vida, Um Sonho foi fechado com os EUA

Uma Vida, Um Sonho contará com 22 jovens jogadores, entre 18 e 22 anos,  que ficarão confinados por 90 dias no CT da SAFERJ, no Rio de Janeiro. Eles serão divididos em duas equipes e liderados pelos técnicos Joel Santana e Renê Simões. 

Os participantes disputarão um contrato com um clube inglês tendo o sonho de ser um novo craque de futebol do mundo. A estreia está prevista para o dia 4 de outubro e ficará no ar até 06 de dezembro.

"O formato está sendo negociado com os Estados Unidos, Inglaterra, China e Espanha. A Endemol me procurou, mas entrou a pandemia e deu uma freada nas negociações", diz.

O reality show será exibido ao vivo nas manhãs de domingo do SBT e também contará com um programete de dois a três minutos na grade diária noturna com os melhores momentos do dia de confinamento. Se tudo der certo, no ano que vem a ideia é ter uma versão feminina do reality.

"Será gerado nos estúdios do SBT no Rio. Serão 10 semanas no ar. Toda sexta-feira terá um amistoso entre 11h e 13h e exibido ao vivo no canal do YouTube do SBT. Os horários ainda irão se confirmar. Sempre contra um sub 20 de uma grande equipe do Brasil. Esse amistoso terá narração e comentários. Estamos procurando os profissionais para cobertura das partidas e já posso adiantar que, com certeza, todos de nome. Serão nove amistosos. O programa tem jogadores de todas as regiões do Brasil", pontua.

Sobre a dinâmica de Uma Vida, Um Sonho, Ferraz explica como será o paredão da semana: "Após o amistoso, Joel Santana indica para votação popular, que no nosso caso é o ‘banco de reserva’, dois jogadores do time dele. Aqueles competidores que de segunda a sexta, na concepção do Joel, não tiveram um bom desempenho em comparação os outros (o mesmo vale para Renê Simões). O público elimina um de cada time. Vamos ter prêmios surpresas e provas de merchandising que eles podem ganhar outras coisas além do contrato com um clube inglês".

Neste momento, além da equipe esportiva que fará a cobertura dos amistosos, Leonardo Ferraz está negociando com alguns nomes, todos ligados ao esporte, para apresentar o programa após a desistência da Glenda Kozlowski. A ex-Globo deixou o reality por divergências quanto aos valores pagos durante o período que as gravações tiveram que ser suspensas devido à pandemia do novo coronavírus.

"A Glenda participou só da última seleção no Rio onde tínhamos 60 atletas para selecionar 44, mas não tem problema. O que foi feito consegue ser editado sem ela aparecer. Estava sendo gravado o perfil de cada jogador. A produção estava indo na casa de cada participante para entregar o convite oficial do programa e ver a reação deles, contar as histórias, saber onde vivem e qual seus sonhos. O programa vai mexer muito com o emocional das pessoas", adianta.

Reality do SBT deixará legado

O reality Uma Vida, Um Sonho será produzido pela LCA Entertainment & Sports com gravações da produtora Inovarte Broadcast. A direção é de Mário Rogério Ambrósio, que trabalhou à frente de diversos realities na Globo, como No Limite ( 2000 - 2009) e The Voice.

O projeto entrará no ar no SBT pelo modelo de parceria, onde se divide as despesas e os lucros. Além de emplacar o programa na televisão, Leonardo Ferraz pensou numa maneira de deixar um legado para quando cada temporada do reality show sair do ar.

"Vamos ter um legado social. Na última semana da atração acontecerá uma prova com os 22 participantes. O campeão dessa prova escolherá na cidade dele, alguma comunidade, um lugar que tenha um campinho de terra. Nós transformaremos esse campinho de terra em uma arena Uma Vida, Um Sonho. O menino vai se transformar no embaixador daquele local que poderá ser em quer lugar do Brasil. Queremos fazer algo duradouro", encerra.


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!