Coluna do Sandro

Gottino volta ao Balanço Geral, mas A Hora da Venenosa sofre desfalque

Record aposta na volta do apresentador para recuperar Ibope enfrentando o Jornal Hoje

Gottino volta ao Balanço Geral, mas A Hora da Venenosa sofre desfalque
Divulgação

Publicado em 08/06/2020 às 04:45:00

Por: Sandro Nascimento

Após um hiato de sete meses, Reinaldo Gottino retorna nesta segunda-feira (08) ao comando do Balanço Geral SP. Junto com ele, o trio que fez história nas tardes da Record na A Hora da Venenosa. Dentro da emissora existe uma grande expectativa de que Gottino possa estancar a queda de audiência que o "BG" passou a apresentar desde que seu concorrente se tornou a versão estendida do Jornal Hoje.

Reinaldo Gottino, Fabíola Reipert e Renato Lombardi voltam ao A Hora da Venenosa na Record, porém, a cobra Judith não retorna ao ar. Existe uma bronca entre Gottino e o profissional que manipula o boneco, Marcos Souza, ainda não resolvida.

A coluna apurou que Souza, também produtor da Record e faz o personagem do garçom maluco, teria direcionado críticas abertas ao Gottino na época que ele deixou o canal e assinou com a CNN Brasil. O clima que era amistoso nos bastidores, azedou. Para evitar qualquer surpresa desagradável no ar, a direção optou em afasta-lo da atração.

Procurada, a Record não comentou sobre a desavença, mas informou que Marcos Souza estará no novo programa de Geraldo Luís.

A volta de Lombardi

Os testes realizados pela equipe da Record para viabilizar a entrada de Renato Lombardi no Balanço Geral via web não se mostraram satisfatórios. Oscilou muito a qualidade da internet na sua casa.

Com isso, a Record decidiu abrir um link na residência do jornalista para garantir uma boa qualidade durante suas entradas no vespertino. Por prevenção, Renato Lombardi está afastado do programa desde março. Ele faz parte do grupo risco do novo coronavírus.

A expectativa em torno de Silvio de Abreu

Em sua gestão na teledramaturgia da Globo, Silvio de Abreu vem conseguindo despertar sentimentos antagonistas entre novos e veteranos autores. Obvio que conseguir elogios em um cargo de chefia, principalmente no meio artístico, beira a utopia, mas impressiona que cada vez mais exista uma torcida pela sua saída do cargo.

Tem gente que já até separou uma famosa champanhe francesa na geladeira para ocasião. Na Globo, a favor de Abreu vem a audiência das novelas que pararam de oscilar já de algum tempo na programação, salvo raras exceções. Novos autores comemoram a gestão de Abreu, nunca tiveram tanto espaço.

A volta do Fofocalizando

Não se assuste, o Fofocalizando pode voltar. Dentro do SBT existe uma aposta que o antigo programa de fofocas e o Triturando possam, juntos, compor a grade da emissora. A questão é apenas quando.

É bom lembrar...

Fora da Globo após 38 anos, existe uma admiração profissional mútua entre Miguel Falabella e o atual CEO da Amazon Prime Video Brasil, João Mesquita. Aliás, um respeito que iniciou desde a época que Mesquita era diretor do Globoplay. É bom lembrar que antes da pandemia, a Prime Video já tinha sinalizado ao mercado brasileiro sua intenção de investir em produções originais por aqui. Algumas produtoras já tinham sido consultadas. 

Dilema da Record

Na Record existe uma grande questão: O que fazer com Sabrina Sato? Quem tiver sugestões pode encaminhar para a direção da emissora.

Eu fico por aqui ou toda hora no Twitter @sandronascimm

publicidade




LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!