Há 43 anos

Silvio Santos pagou nove meses de salário atrasado de uma vez e assustou Blota Jr. na Record

Biógrafo de Blota Jr., Fernando Morgado, conta que o apresentador já pensava em vender seus bens

Silvio Santos pagou nove meses de salário atrasado de uma vez e assustou Blota Jr. na Record
Montagem NaTelinha

Publicado em 24/08/2019 às 09:58:57

Por: Redação NT com Fernando Morgado

Blota Jr. (1920-1999) foi um dos grandes nomes da história da TV brasileira. Para escrever seu livro biográfico ("Blota Jr.: a elegância no ar", Matrix, 2015), trabalhei durante três anos, li mil reportagens e entrevistei mais de quarenta pessoas. Em meio a todo esse trabalho, a fala de um importante diretor de televisão ficou gravada na minha memória: "Silvio Santos não é o maior apresentador da TV. Ele é o maior animador. Ele incendeia a plateia! Na verdade, o maior apresentador, o maior mestre de cerimônias de todos os tempos foi Blota Jr.".

 Essa declaração pode dar a impressão de que existiu uma rivalidade entre Blota e Silvio, mas isso não é verdade. Quando estive em seu programa para falar do meu livro "Silvio Santos: a trajetória do mito" (Matrix, 2017), o fundador do SBT fez questão de dizer que era fã de Blota Jr. Silvio, aliás, também foi patrão de Blota em duas oportunidades, sendo que a primeira delas aconteceu na Record.

Em 1976, após discussões e polêmicas, o grupo Silvio Santos assumiu 50% da empresa que controlava o canal 7 de São Paulo. Nessa época, tanto Blota Jr. quanto sua esposa, a apresentadora Sonia Ribeiro, estavam há nove meses sem receber salário da Record. Seus outros rendimentos já não eram suficientes para manter o padrão de vida da família e as residências em São Paulo e no Guarujá, além do sítio em Itapecerica da Serra. Blota começava a pensar em se desfazer de parte do seu patrimônio ou mesmo recorrer a um empréstimo. Foi então que aconteceu um verdadeiro milagre.

 Um belo dia, ao verificar o extrato bancário, Blota levou um susto: sua conta estava abarrotada de dinheiro. Constavam, rigorosamente pagos, todos os salários até então atrasados. Sinal dos novos tempos. E do novo acionista.

 Ao contar para sua esposa o que havia acontecido, Blota não conteve a alegria. Como qualquer coisa virava motivo para novas piadas, o casal resolveu homenagear o patrão e parodiou um dos seus jingles mais famosos: “Silvio Santos taí/  Silvio Santos chegou/  Pra pagar a dona Sonia/  E também o Doutor!”.

Silvio Santos contrata Blota Jr. para o SBT

Quase 20 anos depois, Blota voltaria a trabalhar para Silvio. Indicado por Hebe Camargo, ele apresentou o primeiro (e único) Prêmio SBT de Música, em 1995. No ano seguinte, Blota assumiu o comando do "Gente que brilha", programa que contava a vida de pessoas famosas. Aliás, a primeira edição dessa série, que teve a atriz Lucélia Santos como convidada, foi apresentada por Silvio Santos. Apesar da boa audiência, o "Gente que brilha" ficou poucos meses no ar. Ele não sobreviveu aos cortes promovidos pela emissora, que tinha acabado de inaugurar o Complexo Anhanguera, que custou 120 milhões de dólares.

 Há ainda uma outra passagem curiosa envolvendo Blota Jr. e Silvio Santos. Nos anos 1980, Blota foi sócio da TV Princesa d'Oeste, hoje TVB, canal 6 de Campinas, afiliada à Record. Os desafios eram enormes. Na empresa, Blota Jr. teve que lutar contra os poucos recursos, as muitas divergências e algumas teimosias. Foi o que aconteceu, por exemplo, quando Ricardo Gurgel, então superintendente da emissora e amigo de Blota há mais de duas décadas, analisou a grade gerada pela Record.

 — A gente tem que transmitir "Programa Silvio Santos" o domingo inteiro?! Isso é um absurdo! Nós não recebemos nada por isso!

Era a regra do jogo na época. Ao adquirir metade das ações da Record, Silvio Santos havia feito um pedido relacionado à programação: que lhe fosse garantida a transmissão da sua maratona dominical. Por conseguinte, todas as emissoras da rede também recebiam o programa.

 Tentando mudar isso, o pessoal da Princesa d'Oeste foi conversar com o grupo Silvio Santos, que não se opôs em tirar seu programa da emissora. Mas o que parecia ser uma grande conquista, logo se mostrou um verdadeiro tiro no pé: ninguém havia se dado conta que a Princesa d'Oeste não tinha a menor condição de, sozinha, preencher oito horas e meia no domingo. Bastaram duas semanas para que a imagem das colegas de trabalho cantando “Silvio Santos vem aí” voltasse aos lares de Campinas através do canal 6.

 Com um estilo único, Blota Jr. revelou profissionais e fez escola na televisão, servindo de referência para vários artistas de sucesso, a começar por Silvio Santos.

___________________________________________________________________________________________________________________________________

Sobre Fernando Morgado

Fernando Morgado é consultor, professor e escritor nas áreas de marketing, inteligência de mercado e comunicação. Possui livros publicados no Brasil e no exterior, incluindo o best-seller “Silvio Santos: a trajetória do mito” (Matrix, 2017). Coordenador-adjunto do Núcleo de Estudos de Rádio (NER) da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Membro da Academy of Television Arts & Sciences, entidade realizadora do Emmy, maior premiação da TV mundial. Mestre em Gestão da Economia Criativa, especialista em Gestão Empresarial e Marketing e graduado em Design com Habilitação em Comunicação Visual e Ênfase em Marketing pela ESPM.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!