Lista NT

Relembre 6 cinebiografias musicais produzidas pelo cinema nacional

Daniel de Oliveira em O Tempo Não Para
Divulgação

Publicado em 16/02/2019 às 07:01:52

Por: Taty Bruzzi

Na última quinta-feira (14), estreou o filme “Minha Fama de Mau”, cinebiografia musical sobre o cantor Erasmo Carlos. Dirigido por Lui Farias, o longa retrata um dos movimentos musicais de maior importância na década de 60:  A Jovem Guarda.

Além da vida do Tremendão interpretado por Chay Suede, quem for ao cinema irá poder conferir sua relação com seus grandes parceiros de jornada, o Rei Roberto Carlos (Gabriel Leone) e Ternurinha Wanderléa (Malu Rodrigues).

Esta não é a primeira vez que o cinema nacional leva para as telonas a cinebiografia de um grande artista da música brasileira. Para este ano, já está programada a estreia de “Simonal” (2018) em setembro. Nós listamos algumas produções.

Confira a lista!

Cazuza: O Tempo Não Para (2004)

Com direção de Walter Carvalho e Sandra Werneck, o longa foi baseado no livro “Cazuza - Só As Mães São Felizes”, escrito por Lucinha Araújo, mãe do cantor. A trama faz uma releitura da vida pessoal e profissional do artista desde a década de 80, quando lançou a banda de rock Barão Vermelho, passando pela carreira solo até chegar à sua morte, em 1990, por decorrência do vírus da AIDS. Marieta Severo dá vida à mãe do artista enquanto que Reginaldo Faria interpreta o empresário João Araújo, pai de Cazuza. Destaque para Daniel de Oliveira que sofreu uma transformação tão extraordinária que, em alguns momentos do filme, dá a sensação de estarmos vendo o saudoso cantor no palco.

Gonzaga: De Pai para Filho (2012)

Dirigido por Breno Silveira, o longa-metragem retrata o relacionamento conturbado entre o Rei do Baião Luiz Gonzaga (Chambinho do Acordeon) e seu filho, Gonzaguinha (Júlio Andrade), duas figuras ilustres da nossa música que passaram grande parte da vida separados por conta das suas escolhas profissionais.

Raul: O Início, o fim e o meio (2012)

Com direção de Walter Carvalho, o documentário fala sobre Raul Seixas, um dos maiores ícones do rock brasileiro que em parceria com o amigo, hoje escritor de Best Seller, Paulo Coelho, criou a "sociedade alternativa". Através de documentos e depoimentos de músicos e compositores como Nelson Motta, Caetano Veloso e Tom Zé, além de amigos e dos familiares como suas ex-esposas e as filhas, foi possível traçar um raio X da vida e obra do polêmico artista brasileiro chamado de “Maluco Beleza”.

Tim Maia (2013)

Estrelado por Babu Santana e dirigido por Mauro Lima, aqui é possível conhecer a trajetória do cantor desde sua juventude no Rio de Janeiro, quando firmou parceria com Roberto Carlos, passando pela ida aos Estados Unidos, a descoberta de uma nova sonoridade e a verdadeira paixão pela música soul, até chegar ao auge da carreira e sua partida precoce aos 55 anos.

Elis (2016)

Com direção de Hugo Prata, conhecido da série infantil “Castelo Ra-Ti-Bum”, e brilhantemente estrelado por Andreia Horta, o filme narra a vida e obra de Elis Regina, uma das mais importantes cantoras que a MPB já teve, desde a busca pelo sucesso, passando por suas parcerias e o legado deixado pela artista. No início deste ano, a produção foi adaptada para a TV e exibida pela Rede Globo em formato de minissérie.

Simonal (2018)

Com direção do estreante Leonardo Domingues, o filme conta a história do cantor Wilson Simonal (Fabrício Boliveira), dono de uma voz marcante e de um charme irresistível, desde o sucesso estrondoso até sua derrocada motivada pelas más finanças e péssimas escolhas. Destaque para a participação de Isis Valverde. Exibido excepcionalmente no Festival do Rio ano passado, o longa tem estreia marcada para setembro deste ano nos cinemas brasileiros.


publicidade

LEIA TAMBÉM

publicidade

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!