Reportar erro
Colunas

A bruxa andou solta pelo "Programa do Ratinho" nos últimos dias

Click TV

d93f632f3d14f42ae3f88006c6cc7e51.jpg
Divulgação/SBT
Redação NT

Publicado em 15/12/2014 às 17:16:10

A bruxa andou solta pelo "Programa do Ratinho" nos últimos dias.

O apresentador, que hoje comanda mais um circo do que um programa de bizarrices, com o qual ficou famoso, caracterizado e estigmatizado, viveu momentos de terror ao ver o faz-tudo Luís Ricardo em chamas ao vivo no palco da atração.

Mas o desespero de Ratinho e as brincadeiras que sucederam o ocorrido tiveram o intuito de omitir uma clamorosa falha de produção no programa.

Não sei ao certo de quem foi o erro, tampouco importa apontar culpados neste momento. Ocorre que a falha de produção na preservação da integridade física de apresentador, assistentes, convidados e do público foi enorme.

A começar pela quantidade de brigadistas presentes no momento do acidente. Apenas um apareceu e quando Luis Ricardo, em chamas, já estava nos bastidores da atração.

Desnecessário dizer que é inadmissível que uma equipe de televisão permita que atividades envolvendo fogo sejam executadas no palco sem, ao menos, garantir a presença, no mesmo palco e ao lado do praticante da atividade, de ao menos dois brigadistas.

Sim, amigos, torcemos para que coisas assim não aconteçam, mas não estamos 100% protegidos desse tipo de situação e há um princípio básico em televisão que é: não se pode deixar relaxar.

Corremos o risco de, com o passar do tempo, pararmos de prestar atenção a detalhes que antes tratávamos como essenciais e é aí que as coisas acontecem.

Cena triste ver o Santos fazendo graça enquanto o palco permanecia em chamas (ao menos aprenderam a construir estúdios com piso anti-chamas, especialmente após o fatídico caso "Xuxa Park").

Triste ver Carlos Massa dizendo que Luis Ricardo deu uma “tostada no bigode”, quando o mesmo teve sérias queimaduras de primeiro e segundo graus.

Triste ver assistentes de palco totalmente despreparados para situações dessa natureza, quase atirando colchonetes altamente inflamáveis na tentativa de apagar o fogo.

Sim, era apenas uma tocha, mas o cenário de uma tragédia estava todo ele pintado diante de todos no programa, salvos pela competência e pelo raciocínio de alguém que, provavelmente, sequer estava na emissora no momento do ocorrido.

Torna-se ainda mais assustador quando percebemos que a equipe de Ratinho é tarimbada, com um sem-número de programas ao vivo e diversas emissoras no currículo.

Espero que Ratinho e toda a equipe tenham aprendido a lição, lamento por Luis Ricardo e torço por sua breve e plena recuperação e espero que providências sejam tomadas por todas as produções para que tal cena, dantesca por si só, jamais se repita na televisão brasileira.

E não é que poucos dias depois desse problema, surge a notícia do falecimento do dr. Farhat?

Dr. Farhat é o mais famoso (junto com a Dra. Vitória) dos advogados do programa e presença certa nos casos de DNA desde o início. Uma perda e tanto para o programa, que já sofreu diversas baixas dessa natureza em sua equipe.

Realmente, esta semana não foi das melhores para o “Programa do Ratinho”.
 

Apaixonado por televisão, Helder Vendramini pesquisa e estuda esse meio há vários anos e está se formando no curso de Rádio e TV. Aqui no site, buscará fazer análise aprofundadas dos mais variados temas que envolvem a nossa telinha.

Mais Notícias