Reportar erro
Colunas

Rafinha Bastos encontra o tom certo no "Agora é Tarde"

Enfoque NT

ffcbe95a1fe0f5070d757425630b2221.jpeg
Divulgação/Band
Thiago Forato

Publicado em 14/10/2014 às 17:16:51

Rafinha Bastos sempre foi polêmico. Desde 2008, quando despontou na televisão no “CQC”, da Band, já chamava atenção por suas piadas ácidas e audaciosas. A consequência (ou inconsequência) disso culminou no seu desligamento em 2011 por fazer uma “piada” referente à Wanessa Camargo, que estava grávida. O assunto já está superado e exaustivamente debatido.

Mas, depois de três anos, assumindo o controle do “Agora é Tarde” após a ida de Danilo Gentili para o SBT, Rafinha Bastos parece estar no auge de sua carreira, após alguns projetos que não deram bons resultados.

Piadas na hora certa, perguntas pertinentes e postura de entrevistador – elementos que ele vem aprimorando desde sua estreia - o diferenciam de seu concorrente direto, que faz mais “show” do que “talk”.

Aliás, neste sentido, Rafinha já tem alguma bagagem. Ele já entrevistou várias personalidades para o “8 Minutos”, seu canal no YouTube, e sempre mostrou competência na hora de questionar. Sem contar, é claro, “A Liga”, por onde esteve durante três anos tratando sobre assuntos importantes que ajudaram na sua formação e construção na condição de entrevistador.

A audiência do “Agora é Tarde” sempre foi satisfatória, seguindo os padrões da Band. Não há como comparar com o “The Noite”, por exemplo. Rafinha pega o bastão, normalmente, com 2 ou 3 pontos de audiência. Manter esse número adentrando a madrugada é um bom desempenho e quando há alguma queda, não é nada do que fuja da normalidade, pelo horário que é exibido.

Nota-se claramente uma evolução por parte de Rafinha em todos os campos no período que compreende desde sua chegada ao “Agora é Tarde”. Amadureceu.

Escondido

Um reality com tanto potencial como o “Cozinha Sob Pressão”, que estreou no último sábado (11), é mais um dos tantos produtos que o SBT vai esconder na sua programação.

Em cheio

O SBT acertou na escolha de “Meu Pecado” e “Esmeralda” para as tardes. Novelas água-com-açúcar sem nada de extraordinária, mas que toda dona de casa gosta de acompanhar. Mesmo com o share (índice de televisores ligados) baixo devido ao forte calor que tem feito em São Paulo, as duas novelas deram 7 pontos ontem (13). Vai dar dor de cabeça pra Globo. Mais.

Desgaste

Depois da Band ter usado e abusado de “Os Simpsons”, a família amarela já tem dificuldade de ultrapassar 1 ponto no Ibope no horário nobre. O mesmo ela fez com “Família Dinossauros”, por exemplo.


Thiago Forato é jornalista, escreve sobre televisão há nove anos e assina a coluna Enfoque NT há três, além de matérias e reportagens especiais no NaTelinha. Converse com ele: thiagoforato@natelinha.com.br  |  Twitter: @Forato_

Mais Notícias