Reportar erro
Colunas

A insistência da Record com dramaturgia às 21h

Enfoque NT

vitoriarecordnovela.jpg
"Vitória" é a atual novela da Reecord, de autoria de Cristianne Fridman - Divulgação
Thiago Forato

Publicado em 17/08/2014 às 10:35:36

Desde “Pecado Mortal”, escrita por Carlos Lombardi, a Record vem insistindo com novelas às 21h.

Antes às 22h30, "Pecado" tinha baixa audiência e fazia a linha de shows entrar muito tarde, desfavorecendo todos aqueles programas.

A emissora então optou por colocar suas novelas às 21h contra o principal produto da Globo, e mesmo diante do maior fracasso da emissora carioca na história (“Em Família”), “Vitória” não conseguiu emplacar.

O horário das 22h30 realmente não é mais interessante, já que o público migratório não é tão intenso como antes e as novelas do canal caíram como um todo.

No entanto, desde que a Record propaga que “chegará à liderança” e voltou a investir pesado em dramaturgia, o horário inicial que suas produções se consagraram foi o das 19h, como “A Escrava Isaura” e “Prova de Amor”, que foram grandes sucessos.

A grande sacada, de fato, veio quando pensaram que exibir uma trama depois da novela das nove poderia dar certo, e deu por determinado tempo. Mas não dá mais.


Pra onde correr?

Com o atual desenho da grade, fica difícil de correr. O “Cidade Alerta” corresponde a quase 25% da programação da Record (7h às 0h) e é o carro-chefe do canal. Com mais de três horas de duração, não raramente dá dois dígitos. Ou seja, até às 20h30 ficaria arriscado trocar o certo pelo duvidoso.

Sobra uma vaga no horário das 20h30, o que faria com que o “Jornal da Record” fosse empurrado para mais tarde. Seria uma tentativa de fazer as suas novelas, um produto tão importante, voltarem a ter sucesso.

Não vou entrar no mérito da questão de “Vitória” ser boa ou não. Mas, falando sério, vocês já viram alguém repercutir a trama? Eu nunca vi. Muitos até desconhecem que ela exista.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br / Twitter: @Forato_

Mais Notícias