Enfoque NT: As genialidades da estreia do "The Noite" com Danilo Gentili

Divulgação/SBT

Publicado em 11/03/2014 às 16:08:15

Por: Thiago Forato

Falar bem da estreia do "The Noite", todo mundo já falou. É redundante! Aqui mesmo no site já tivemos uma boa crítica escrita e não vou repetir tudo. Vamos tentar pegar alguns pontos que ultrapassaram a genialidade na estreia do novo talk-show do SBT.

Não havia quem não estava ansioso pela estreia de Danilo Gentili no SBT. As expectativas iam desde a escolha do título do talk-show, da concepção da ideia à realização do formato. Tudo foi amplamente especulado, mas ninguém foi sequer capaz de duvidar da capacidade de Danilo e da produção do "The Noite".

Após três meses de sua contratação, Gentili estreou à meia-noite invadindo o final do programa "Máquina da Fama", comandado por Patricia Abravanel. Ali, ele perguntava se Patricia havia visto o elenco dele e como resposta, a filha número 4 de Silvio Santos disse: "Estão aqui no estúdio do lado".

Daí em diante, foi uma verdadeira saga até a abertura do late-show. Murilo Couto fantasiado de chiquitita foi o precursor dela. Danilo invadiu a performance de "Mexe-Mexe" e correu com Murilo até chegar em seu estúdio.

Depois, pegou o primeiro integrante do Ultraje a Rigor em "A Praça é Nossa" e seguiu para socorrer Mingau no "Programa do Ratinho". De passagem, foram até o cenário do "Bom Dia & Cia" e a "chiquitita" Murilo Couto pegou uma caixa e saiu correndo até chegar ao "Passa ou Repassa", onde Mingau parou pra comer uma torta.

Toda essa turma chegou ao programa de Eliana, onde estava Léo Lins se exibindo no quadro "Rola ou Enrola". Depois, foram até o "Casos de Família", onde o tema era: "Me prostituía para comer x-bacon" e lá estava a produtora Juliana.

Por fim, resgataram o vocalista do Ultraje a Rigor, Roger, que não estava tirando o chapéu para Danilo Gentili no Raul Gil.

Entrando no estúdio 2 e se preparando para apresentar o "The Noite", Danilo foi "surpreendido" com o cenário do antigo "Jô Soares Onze e Meia", coberto por teias de aranha. Até o holofote se virar para Ivo Holanda dizer que tudo não passava de uma pegadinha, e que o verdadeiro cenário estava atrás. Pronto. Uma abertura que foi um verdadeiro show, para começar outro.

As piadas estiverem presentes desde o primeiro minuto do programa em si, no monólogo de Gentili apresentando a plateia da área vip (tocando a música do rei do camarote), dizendo que só ganhou um programa no SBT pois quando atendeu o telefone disse "Alô Christina" (sucesso da década de 90) ou fazendo piadas com os nomes ventilados e "cogitados" para o "The Noite".

O cenário, pode-se dizer, é grandioso no vídeo, muito bonito e funcional. Bate qualquer outro do gênero que fora feito no Brasil. De fato, parece late-show estadunidense.

Como não poderia deixar de ser, Marcelo Mansfield foi alvo de piadas, como quando Danilo estava no supermercado e recebeu a mensagem no celular: "o véio pulou fora do barco" e logo depois chamou o locutor desse mercado pra trabalhar com ele. Depois, em um link, Léo Lins estava no Retiro dos Artistas para entrevistar Mansfield, e quem saiu de lá foi o ator Marcos Oliver.

Show à parte foi o processo seletivo dos estagiários. Talvez um dos trechos mais engraçados do programa.

A entrevista com Fábio Porchat foi hilariante. Brincaram com o fato dele estar em evidência, seus trejeitos, e a maneira como Danilo Gentili apresenta seu talk-show. Ficar elogiando esse tipo de coisa é chover no molhado.

No último bloco da entrevista, um argentino levanta da plateia armado dizendo que tudo aquilo era seu (uma sátira ao "dono" do formato do "Agora é Tarde"), que mira em Gentili, mas Porchat acaba entrando na frente e sendo "morto". Não deixaram passar nada.

Estreia genial. Sublime. E por que não, perfeita? Comparar com o primeiro "Agora é Tarde" da semana passada chega a ser até covardia. Não há qualquer comparação. O programa de Rafinha Bastos está sendo mais modesto e tímido.

Toda a equipe do "The Noite" merece os parabéns possíveis, e continuem tentando supreender o telespectador.

Com a ressalva: Ninguém mais lembra que Danilo Gentili foi "CQC" algum dia, ao contrário de outros. Virou um verdadeiro showman.


Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_



COMENTÁRIOS