Reportar erro
Colunas

Território da TV: Record aposta em seu DNA e sufoca novo "Vídeo Show"

6479313f29d7fbb88b45adfb9d43f6e5.jpg
Divulgação/TV Record
Redação NT

Publicado em 22/02/2014 às 17:54:46

Nos últimos dias, um confronto entre dois produtos que recentemente passaram por alterações vem sacudindo o início das tardes na televisão paulistana. Trata-se do duelo entre o "Balanço Geral" de Luiz Bacci e o "Vídeo Show" de Zeca Camargo.

Os apresentadores acumulam pontos em comum, como terem trabalhado em emissoras que não estão mais no ar (Bacci na Manchete e Zeca na MTV Brasil) e terem tido mudanças de ramo em seus rumos na TV. O atual comandante do jornalístico da Record chegou a apresentar programas de entretenimento (o "Fantasia", ao lado de Hellen Ganzarolli e Caco Rodrigues, é um deles). Zeca fez o caminho contrário recentemente após mais de uma década comandando o "Fantástico".

Em seus novos papéis, os jornalistas tem tido desempenhos diferentes na audiência. Bacci até mesmo elevou os já bons números que herdou de Geraldo Luis e passou a liderar contra o tradicional programa global com frequência. Repleto de ironia, o "Balanço" chegou a ser encerrado nessa semana ao som de "Don't Stop 'Til You Get Enough", a música de Michael Jackson que embala a trilha do "Vídeo Show".

Já na Globo, a audiência que não anda tão show quanto o título do programa... O novo formato comandado por Zeca costuma marcar números inferiores aos dos três programas que o antecedem ("SPTV", "Globo Esporte" e "Jornal Hoje"). Agora ficou ainda mais frágil perdendo a preciosa espera pelo "Vale a Pena Ver de Novo" ao longo dos minutos finais.

Mas muito além do desempenho dos apresentadores, os números refletem uma diferença no pensamento das emissoras e que pode ter pesado nas respectivas variações.

A Record percebeu o que agrada ao público do "Balanço": jornalismo ao vivo, casos curiosos (e até mesmo bizarros) e polêmicas exageradas (como o caso do suposto abandono de uma avó da atriz Sthefany Brito). Mudou-se quem liga esses pontos, mas a essência é a mesma.

Já a Globo ousou muito ao reformular o "Vídeo Show". O programa que se notabilizou por mostrar os bastidores do canal deixou as matérias sobre as produções da casa e suas estrelas em segundo plano para priorizar entrevistas com os famosos, algo que "Mais Você", "Encontro", "Estrelas", "Caldeirão do Huck", "Altas Horas", "Esquenta", "Domingão do Faustão" e "Programa do Jô" frequentemente fazem.

O atual êxito do "Balanço Geral", que coincide com a excelente fase que o "Cidade Alerta", outro jornalístico popular, vive há mais de um ano, nos lembra de outros casos de grandes sucessos da Record foram baseados em apostas que dificilmente seriam vistas na Globo, enquanto muitos produtos “clonados” fracassaram... Isso mostra que não basta um produto ser bom, mas que ele também deve ter identidade própria.
 

No NaTelinha, o colunista Lucas Félix irá mostrar um panorama desse surpreendente território que é a TV brasileira.

Ele também edita o https://territoriodeideias.blogspot.com.br e está no Twitter (@lucasfelix)

Mais Notícias