Reportar erro
Colunas

Enfoque NT: O mau desempenho de "Pecado Mortal"

4897285863d0a9177fb90772272af869.jpg
Divulgação/TV Record
Thiago Forato

Publicado em 26/01/2014 às 12:09:43

“Pecado Mortal” estreou em setembro do ano passado e o autor Carlos Lombardi reeditou com o diretor Alexandre Avancini a parceria que fez sucesso na Globo há algum tempo atrás, com “Uga Uga”, “Quatro por Quadro” e a minissérie “O Quinto dos Infernos”.

A trama de Lombardi, que ficou conhecido por suas produções no horário das 19h na concorrente, definitivamente não emplacou.

Receita do sucesso

Carlos Lombardi sempre adicionou doses de ação, cenas de perseguição e homens sem camisas em suas novelas, e não foi diferente em “Pecado Mortal”.

Escrever novela é difícil, e fazer com que ela tenha sucesso, é mais difícil ainda. O autor tem mais de 30 anos de experiência no assunto, mas dizer que isso ou aquilo vai dar certo é utopia. Não há como prever. Alguns cuidados podem ser tomados, mas sem a certeza absoluta daquilo.

Não vou nem entrar no mérito de “Pecado Mortal” ser boa ou não, porque de fato é. Mas isto não torna o produto um sucesso instantâneo. Ser boa, não basta. É preciso mais.

Boicote

Enquanto as outras emissoras e principalmente a Globo com seus programas promovem suas novelas, a Record anda na contramão. Quantas vezes a Record levou o elenco de “Pecado Mortal” à suas atrações? Quantas vezes um tema abordado pela trama foi discutido pela casa? Não se vê e não se fala nada.

Fazer com que os atores circulem mais em programas como “Hoje em Dia”, “Programa da Tarde” e “O Melhor do Brasil” são fundamentais na composição de um produto bem sucedido.

Estilo

Bem ou mal, as últimas novelas de época no horário nobre, até mesmo na Globo, não obtiveram resultados. O público está rejeitando esse tipo de trama, por melhor que seja.

Horário

Já tem alguns anos que novelas após às 22h não tem funcionado como antes. A Globo está extremamente agressiva em sua estratégia de programação e “Amor à Vida” já chegou a terminar quase às 22h50. Com isso, a emissora carioca matou “Pecado Mortal”, assim como toda a linha de shows das concorrentes, que entra no ar cada vez mais tarde, gerando cada vez menos retorno no que tange à audiência.

O horário das 19h da Globo está vulnerável. A Record aproveitou isso em 2005 com “Prova de Amor”, mas parece que se esqueceu das fragilidades da concorrente e continua insistindo em um horário onde os objetivos não são mais alcançados.
 

Contatos do colunista: thiagoforato@natelinha.com.br - Twitter: @Forato_

Mais Notícias