Reportar erro
Colunas

NT Internacional: Um "Sharknado" sacode a televisão americana

3ae9d3fea49a744cc46fcc7c8dfd559a.jpg
Reprodução
Redação NT

Publicado em 15/07/2013 às 08:55:07

Um telefilme exibido na última quinta-feira (11) pelo canal norte-americano SyFy Channel, involuntariamente (ou não?), se tornou um dos assuntos mais comentados da internet nos últimos dias graças a sua premissa completamente estapafúrdia: "Sharknado" narra as consequências de um bizarro fenômeno natural vindo do oceano que causa uma verdadeira "chuva" de tubarões pelos céus de Los Angeles durante um tornado.

Protagonizado por Ian Ziering (da série "Barrados do Baile") e Tara Reid ("American Pie"), o trailer da produção viralizou pela internet e dominou os Trending Topics dos Estados Unidos na última quinta. Entre piadas e memes envolvendo tubarões voadores, sobrou até para a atriz Mia Farrow - um tweet de sua conta oficial com a hashtag #sharknado ficou entre os mais comentados graças aos boatos de que ela teria assistido ao filme junto de seu marido, o escritor vencedor do "Pulitzer", Phillip Roth.

No entanto, tanta comoção não se refletiu em audiência. Índices registraram um público de pouco menos de 1,4 milhões de espectadores para o Syfy durante a exibição do filme - números modestos mesmo para os padrões do canal pago, que já tem tradição em exibição de telefilmes "trash" produzidos pela The Asylum - empresa famosa por lançar versões genéricas de blockbusters direto no mercado de vídeo dos EUA, como "Transmorphers", "I Am Omega" e os mais recentes "Apoclaypse Earth" e "Atlantic Rim".

De toda forma, o Syfy já mostrou que vai tentar se aproveitar como puder do hype em torno de seu filme: programou às pressas uma reprise no próximo dia 18 e já confirmou que "Sharknado" terá continuação. Só resta saber qual será a grande novidade do próximo capítulo...

Tomás Turbano

A afiliada de San Francisco da rede de TV norte-americana Fox passou por uma situação constrangedora na última sexta-feira (12), ao divulgar entre as notícias de seu jornal local o que seria a identidade dos quatro pilotos mortos no acidente do Boeing 777 da Asiana Airlines no último dia 6.

Acontece que os nomes atribuídos às vítimas, "Captain Sum Ting Wong", 'Wi Tu Lo", "Ho Lee Fuk" e "Bang Ding Ow", não apenas eram falsos mas também, na linguagem inglesa, são lidos como trocadilhos chulos (e até mesmo racistas).

A informação errada foi confirmada pela emissora com o Conselho Nacional de Segurança de Transportes, que confirmou ser o responsável em nota oficial. Na nota, a fonte da piada de mal gosto é identificada como um "interno de verão" - ou seja, tudo culpa de um estagiário.

Jornada Infinita

Não será desta vez que "Pokémon", um dos desenhos animados japoneses de exibição mais longeva na programação das emissoras de TV ocidentais (incluindo o Brasil), chegará a seu final.

O canal japonês TV Tokyo confirmou para o próximo dia 17 de outubro a estreia da nova temporada da animação, desta vez baseada na nova versão dos jogos da Nintendo, Pokémon X & Y (que também será lançada em outubro). Ash Ketchum e Pikachu seguirão como protagonistas, desta vez viajando pelo continente de Kalos, onde encontrão novos e antigos monstros de bolso e disputarão a Liga local.

Com agora dezessete temporadas na contagem ocidental, "Pokémon" deverá ultrapassar em setembro no Japão, onde é veiculado semanalmente desde 1997, a marca de 800 episódios - título que, no entanto, empalidece perto de algumas produções exibidas apenas na Terra do Sol Nascente: "Sazae-San", exibido regularmente por lá desde 1969, se aproxima da marca de sete mil episódios. Mas, de toda forma, não deixa de ser uma marca considerável.

Televisão em Quadrinhos

Séries famosas da televisão americana dos anos 80, como "Punky, a Levada da Breca", "Miami Vice" e "Super Máquina", serão retomadas no segundo semestre pela NBC/Universal, dona dos direitos das produções originais. Só que tal retorno não se dará na forma de novas versões, remakes ou filmes, e sim na forma de séries em quadrinhos para a internet.

Os "revivals" serão responsabilidade de uma nova editora de quadrinhos, a Lion Forge Comics, que terá distribuição exclusiva de seus títulos para plataformas de livros digitais (como o Kindle da Amazon e o iBooks da Apple). Além dos títulos citados acima, as séries "Águia de Fogo" e "Galera do Barulho" também estão entre os primeiros títulos da Lion Forge.
 


Série "Batman" dos anos 60 ganha novos episódios na forma de quadrinhos
 

Dar sequência a séries de TV através de quadrinhos, no entanto, não é algo inédito: é famoso o caso de "Buffy: a Caça-Vampiros", que, após cancelada na televisão, ganhou na forma de gibis duas temporadas extras.

Mais recentemente, a DC Comics lançou o que seria a décima primeira temporada de "Smallville", estendendo a série encerrada em 2011, também na forma de uma série de quadrinhos distribuída apenas digitalmente.

E a cult "Batman", a série de Adam West de 1966, também acaba de ganhar uma continuação em webcomics nos EUA - em um formato que testa linguagens de transição e animação para se encaixar perfeitamente na mídia em que é distribuído, tablets e readers.

Ao que indica, uma nova tendência interessante pode estar surgindo tanto para os fãs órfãos de séries de televisão quanto para os de quadrinhos.
 

Pesquisador e produtor de projetos para televisão e cinema, Fábio Mendes traz para o NaTelinha as novidades e destaques das programações televisivas pelo mundo. Fale com ele pelo twitter: @fabio_menDS

 

Mais Notícias