Mortes de animais e desmaios: o tumultuado bastidor de "O Rico e Lázaro"

Coluna do Sanduba

Dudu Azevedo é um dos protagonistas de "O Rico e Lázaro" - Divulgação/RecordTV

Publicado em 19/03/2017 às 08:56:49

Por: Sandro Nascimento

Os primeiros capítulos exibidos da novela "O Rico e Lázaro" impressionam pela qualidade. Entretanto, nos bastidores, estão ocorrendo inúmeros problemas de produção. 
 
Invasão de abelhas, mortes de animais, atores desmaiando e profissionais insatisfeitos por excesso de trabalho são alguns dos imbróglios enfrentados pela trama bíblica da RecordTV, que substituiu "A Terra Prometida" na última segunda-feira (13).
 
A coluna apurou que os atores estão sendo escalados para trabalharem de domingo a domingo e que a equipe está sendo orientada a não assinar folha de ponto. Segundo uma fonte, uma forma de burlar as horas permitidas pelo sindicato.
 
Este cenário está gerando um grande descontentamento em toda a produção e tumultuando seus bastidores. Contrariada com toda situação, no último domingo (12) uma famosa atriz faltou às gravações.
 
Os relatos de problemas nos bastidores são muitos. Devido ao longo período de exposição ao sol nos sets de filmagens, profissionais passaram mal e alguns atores já desmaiaram nas externas.
 
[galeria]
No dia 10 de março, as gravações de "O Rico e Lázaro" foram interrompidas quando um funcionário da equipe invadiu o estúdio aos berros com o corpo coberto de abelhas. Na última terça-feira (14), um dublê se queimou nas gravações e foi levado às pressas até um hospital. Os figurantes também engrossam o coro das reclamações e relatam coceiras após vestirem o figurino.  
 
O mais grave ocorreu com os animais que participam da trama. Devido a alguns problemas de produção, uma cabra e um burro morreram.
 
"O Rico e Lázaro" tem sua produção terceirizada pela RecordTV para a Casablanca. A novela vem mantendo um forte ritmo de gravações nos seus estúdios localizados na zona oeste do Rio. 
 
Os motivos são: custos, mais tempo para uma minuciosa finalização (efeitos especiais) e abertura de uma margem segura para que a equipe possa produzir a próxima trama da emissora, "Apocalipse". Para se ter uma ideia, nesta segunda (20), o canal exibirá o sexto capítulo, mas a Casablanca já gravou cenas do capítulo 100.
 
 
Diante de tantos problemas, atores experientes discutem uma forma de levar todos os acontecimentos até a alta cúpula da RecordTV, no intuito de buscar melhorias nas condições de trabalho na produtora.
 
Procurada, por telefone, a diretora-executiva da Casablanca, Solange Cruz, conversou com a reportagem. "Posso te dar certeza absoluta que respeitamos as horas de trabalho dos atores. Escalamos o elenco verificando sempre o horário do fim da gravação do dia anterior. Eu sei porque eu acompanho todo esse cuidado da produtora. Sobre o elenco quem pode falar é a Record. Tivemos problemas com as abelhas e contratamos um técnico para mudar o cantinho delas. Não podemos simplesmente matar abelhas, elas estão em extinção e respeitamos isso". 
 
Durante o contato, a executiva ainda destacou a qualidade de "O Rico e Lázaro" e explicou que desconhece a morte de animais, mas que iria buscar informações sobre o fato.
 
Também procurada, a RecordTV não se pronunciou sobre a reportagem.
 
 
Eu fico por aqui ou toda hora no Twitter @Sanduba
 
 


COMENTÁRIOS

Fechar X