Reinvindicação

Sindicato dos Radialistas cobra SBT e faz barreira na entrada da emissora

Profissionais da área já haviam sido convocados para uma assembleia no estacionamento do canal


Membros do Sindicato dos Radialistas barrando a entrada da emissora e portando bandeiras
Radialistas se reuniram no estacionamento do SBT na manhã desta sexta-feira (15) - Reprodução

Membros do Sindicato dos Radialistas fizeram uma espécie de reinvindicação no estacionamento do SBT na manhã desta sexta-feira (15). Os profissionais barraram a entrada de veículos e de pedestres como forma de protesto contra o não pagamento do dissídio, além de outros problemas, como alteração de contratos de trabalho e horas extras ilegais, segundo o órgão.

Uma publicação feita no Blog dos Radialistas divulga a convocação de uma assembleia proposta pelo Sindicato da área e expõe diversas questões supostamente levantadas por profissionais do canal de Silvio Santos. "Sem assinatura de um acordo coletivo de trabalho e diversos problemas se avolumando para os trabalhadores no SBT, o Sindicato dos Radialistas convoca todos (as) radialistas para participarem de assembleia na próxima sexta-feira (15/07), às 8h30 da manhã", diz o início do texto.

"Há diversos problemas na empresa que vem se avolumando, desde os salários, corroídos pela inflação, os tickets sem reajuste e o caminhão de problemas que descrevemos abaixo", continua a mensagem, que detalha as reclamações dos funcionários.

Funcionários do SBT teriam feito reclamações

Membros do Sindicato dos Radialistas no estacionamento do SBT barrando a entrada com bandeiras

Segundo o Sindicato dos Radialistas, um dos motivos que levaram à insatisfação por parte dos profissionais do SBT é a alteração dos contratos de trabalho. "É ilegal. A empresa vem alterando o contrato de trabalho de diversos trabalhadores e quem não aceita é demitido. Sozinhos e de forma individualizada, essa situação não muda", diz o recado.

"Trabalhadores (as) da empresa chegam a fazer 5 horas extras por dia, em desacordo com a saúde dos radialistas e com a legislação trabalhista. A CLT impõe um limite de até 2h extras por jornada de trabalho. O que não vem acontecendo no SBT. Além de extrapolarem o limite, quase que escravizados, os radialistas trabalham além da jornada, com horas extras ilegais e sem um vale refeição. Tá faltando o quê, chicote?", ironiza a publicação, expondo outro problema.

O terceiro tópico descrito é relacionado aos demonstrativos de pagamento. "Mais e mais reclamações chegam ao sindicato porque está sendo impossível retirar os holerites através do portal. Ou dão um jeito nisso, ou comecem a fornecerem holerites impressos", destacam.

"E os chefetes continuam com assédio moral, sem a direção da empresa dar uma solução para esta situação. Mesmo com reclamações, que o Sindicato encaminhou a direção da empresa o problema persiste. Assédio moral é crime. Será que vão acordar quando alguém da direção ser processado por omissão?", diz o último tópico do Blog.

Ainda na mesma postagem, o Sindicato ressalta que já providenciou o protocolo de solicitação de agendamento de reunião para negociar o pagamento dos valores retroativos e avisa que a empresa só tomará previdências se os radialistas se mobilizarem. "A assembleia é uma forma de mobilização, por isso todos devem participar, para garantir que as negociações sobre o acordo coletivo iniciem imediatamente", finaliza a mensagem.

Procurado pelo NaTelinha, o SBT não se manifestou até a publicação da reportagem.

Logo Superviral
Se for SURPREENDENTE, é SUPER VIRAL.

Aqui você encontrará os assuntos mais interessantes do momento e conteúdos incríveis. Bichos, fatos históricos, lendas urbanas, viral e muito mais. No Super Viral, o inusitado acontece!

Confira
TAGS:
Mais Notícias