Revolta

Ana Maria Braga detona anestesista após estupro: "Um animal não faria isso"

"Tem alguns espécimes humanos que não deram certo", disse apresentadora no início do Mais Você desta terça-feira (12)


Ana Maria Braga apresenta o Mais Você, na Globo
Ana Maria Braga se recusou a chamar de "médico" o homem acusado de estupro: "Infeliz" - Foto: Reprodução/Globo
Por Redação NT

Publicado em 12/07/2022 às 11:25:00,
atualizado em 12/07/2022 às 12:29:10

Ana Maria Braga comentou, no Mais Você desta terça-feira (12), o caso do anestesista Giovanni Quintella, preso em flagrante por estuprar uma grávida durante o parto. A apresentadora da Globo mostrou revolta com o crime. “Um animal não faria isso”, disparou a jornalista, que também se recusou a chamar o homem de “médico”, classificando-o como “infeliz”.

“Não posso deixar de manifestar minha indignação com a notícia que chocou o país, o caso do anestesista Giovanni Bezerra, que foi preso por estuprar uma parturiente, na sala de parto, durante uma cesariana”, disse Ana Maria Braga logo no início do Mais Você. Minutos antes, o assunto também foi abordado no Encontro por Patrícia Poeta e Manoel Soares.

O caso foi revelado e teve grande repercussão na segunda-feira (11). “Quando ouvi essa notícia ontem, não tinha entendido direito, tamanho era o absurdo. Não cabe na imaginação. Um estupro dentro do centro cirúrgico durante o parto!”, frisou Ana Maria, lembrando que a investigação segue com depoimentos da equipe médica.

As autoridades ainda vão apurar se o suspeito não fez outras vítimas no local de trabalho. “Tem alguns espécimes humanos que não deram certo. Um animal não faria isso. Casos como esse, flagrado por um celular escondido num armário do centro cirúrgico, fazem a gente agradecer a essa tecnologia que permite que verdades, muitas vezes escabrosas, venham a público.”

“Esse anestesista, que se diz médico, não pode carregar esse honroso título, porque médico é aquele que cuida. A gente fica olhando isso e pensando quantos absurdos já foram cometidos contra o ser humano, e a gente nunca soube. Acho que a mulher é ainda mais vulnerável.”

Ana Maria Braga

A apresentadora citou ainda um relatório divulgado pelo jornal O Globo com dados do Instituto de Segurança Pública sobre estupro em hospitais, clínicas ou similares no Rio de Janeiro. “É estarrecedor”, comentou Louro Mané, que recebeu a concordância da loira. Em seguida, ela acrescentou:

“Vamos continuar acompanhando para ver se a Justiça tem poderes [para punir o criminoso], porque às vezes a Justiça quer, mas não consegue, pelas leis. Mas acho que é tão crasso o que aconteceu, que não tem como esse infeliz não ser seriamente punido”, disse Ana Maria. “E que fique preso”, confirmou o Louro Mané.

Em junho, Ana Maria Braga também mostrou indignação com caso Klara Castanho

imagem-texto

À frente do Mais Você, Ana Maria Braga tem usado o espaço para mostrar indignação com casos de violência contra a mulher. Em 27 de junho, ela abriu o programa se manifestando a respeito do caso Klara Castanho. A apresentadora da Globo, sem citar nomes, detonou os jornalistas responsáveis por trazer a intimidade da atriz à tona.

"Essa menina teve sua vida exposta em uma coisa que era só dela de maneira sórdida na internet, por pessoas que dizem jornalistas, comunicadores, influencers, que desconhecem a ética e o respeito humano", disparou Ana Maria. Na época, Klara relatou ter engravidado após um estupro e optou por entregar o bebê à adoção.

A apresentadora da Globo também lamentou a falta de ética dos profissionais do hospital, que abrirá sindicância para apurar o caso. "Os fofoqueiros pediram desculpas, mas o dano está causado. Klara explicou a violência que sofreu e como está lidando com essa dor", completou. "Foi bom ver a onda de apoio, mais do que merecido. Parabéns, Klarinha, apesar da sua pouca idade, seu gesto deu uma grande lição. Fique bem, a gente só deseja o melhor pra você."

Acompanhe a TV NaTelinha no YouTube

Resumos de novelas, entrevistas exclusivas, bastidores da televisão, famosos, opiniões, lives e muito mais!

Inscreva-se
Mais Notícias