Reportar
erro
Sem registros

Morte de protagonista e comoção: Os 50 anos de O Primeiro Amor, a novela perdida da Globo

Novela das 7 da Globo teve muitas curiosidades em seu desenvolvimento


Rosamaria Murtinho e Sergio Cardoso posados na época de O Primeiro Amor
Morte de protagonista e comoção: Os 50 anos de O Primeiro Amor, a novela perdida da Globo - Foto: Reprodução
Por Redação NT

Publicado em 24/01/2022 às 08:31:00

"Novela diferente, dedicada o jovens românticos de todas as idades. Joia, poesia, vida em forma de romance quando se encontra o primeiro amor". Essa era a chamada de estreia da novela O Primeiro Amor em 24 de janeiro de 1972, data em que a Globo levou ao ar o primeiro capítulo de sua nova novela das 19h. Escrita por Walther Negrão, a trama completa nesta segunda-feira (24) 50 anos de sua estreia. No rastro do sucesso de Minha Doce Namorada (1971), Negrão, escalado para escrever a próxima novela do horário, fez uma pesquisa para traçar elementos que tinham dado certo nessa trama para produzir uma nova história e assim foi criada esse folhetim.

Na trama principal, Luciano, interpretado pelo saudoso Sérgio Cardoso, chega pacata cidade de Nova Esperança com seus filhos Júnior (Herivelton Martins Filho), Baby (Susana Gonçalves), Zizi (Rosana Garcia) e Rui (Marco Nanini). O viúvo contrata Paula (Rosamaria Murtinho) para ser a governanta de sua casa para tornar conta de seus filhos, enquanto assume a direção de um colégio que foi do seu pai no passado.

O professor e Paula acabam se apaixonando, mas passam boa parte da novela impedidos de viveram o amor, já que sua família é contra a relação e pela presença de Maria do Carmo (Tônia Carrero). O conflito do professor aumenta com a chegada da psicóloga Giovana (Aracy Balabanian), que balança seu coração. Confira as curiosidades sobre a trama!

Protagonista morto

Morte de protagonista e comoção: Os 50 anos de O Primeiro Amor, a novela perdida da Globo

Apesar de ser considerada um sucesso quando passou, o folhetim carrega a lembrança triste pela morte do ator principal da trama durante sua exibição. Faltando apenas 28 capítulos para o término da novela, Sérgio Cardoso, que vive o protagonista Luciano, faleceu vítima de um ataque cardíaco.

Muito querido pelo público, estima-se que mais de 20 mil pessoas acompanharam enterro do ator, em São Paulo. O elenco se reuniu no teatro Fênix para homenagem a Sérgio. Após a última cena do ator na novela, Paulo José leu um texto explicando que, a partir daquele momento, o professor Luciano seria interpretado por Leonardo Villar.

Shazan e Xerife

Morte de protagonista e comoção: Os 50 anos de O Primeiro Amor, a novela perdida da Globo

Um dos grandes destaques da produção foi a dupla Shazan (Paulo José) e Xerife (Flavio Migliaccio), personagens que trabalharam na oficina de bicicletas e viviam fazendo engenhocas que conquistavam as crianças. Uma das suas invenções mais esquisitas era a camicleta, uma espécie de fusão entre um caminhão com bicicleta.

Após a novela, Shazan e Xerife ganharam uma série com 66 episódios. E, 26 anos depois do fim da trama, fizeram uma participação especial em Era Uma Vez… (1998). Inclusive o primeiro merchandising em uma novela foi uma marca de bicicleta justamente nesse núcleo de O Primeiro Amor.

Novela perdida

Os 228 capítulos de O Primeiro Amor foram perdidos, restando apenas algumas chamadas no acervo. A hipótese mais aceita sobre o desaparecimento das fitas da novela nos arquivos da Globo foi um incêndio na emissora, ocorrido em junho de 1976, que pode ter destruído todos os episódios do folhetim.

Mas além dos poucos vídeos da novela, da lembrança de quem acompanhou, um registro da trama foi a comercialização da trilha sonora da novela. A Globo, inclusive, produziu o primeiro disco internacional em uma novela das 7 com O Primeiro Amor.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
TAGS:
Mais Notícias