Saudoso

Batoré: Carlos Alberto chora e Zé Américo diz que amigo evitou encontro por estar "muito magro"

O humorista disse ainda que, se o amigo sabia que estava doente, não contou para ninguém


Zé Américo e Batoré posando para foto e sorrindo
Zé Américo e Batoré eram amigos desde os anos 80 - Reprodução/Instagram
Por Redação NT

Publicado em 11/01/2022 às 16:41:00,
atualizado em 11/01/2022 às 17:52:36

Zé Américo, humorista e um dos amigos mais próximos de Batoré, gravou um vídeo para o programa A Tarde É Sua, da RedeTV!, para falar sobre a perda do ator, que morreu na última segunda-feira (10). "O Ivanildo era meu amigo nos tempos em que a gente era calouro no Barros de Alencar, isso nos anos 80. Depois o Ivan se deu bem na vida, foi ser figurante no Viva a Noite... Passou um tempo e a gente se encontrou na Praça e ele falava que era o único figurante Troféu Imprensa. A gente era muito amigo", começou a contar nesta terça (11), revelando que foi padrinho de casamento do pernambucano e é padrinho da filha dele.

"Ele ia passar o Réveillon aqui em casa. Ele não quis vir porque ele falou 'Eu não tô com um jeito muito legal, as pessoas aí na tua casa vão perguntar que eu tô muito magro'. Ele acabou não vindo, mas a gente ia se encontrar no Réveillon. A gente se falou no final do ano todos os dias. Nesse ano de 2022, nos falamos várias vezes por mensagem, por telefone", lembrou, dizendo que ainda está inconformado com a partida do colega de profissão.

Em seguida, Zé Américo falou sobre o momento em que soube da morte de Batoré. "Eu acabei de trabalhar na rádio, saí, peguei uma mensagem da Alexandra, filha do Ivan, falando que ele tava mal, que ele tinha ido pro hospital, que ele teve uma piora. Isso de uma vez. E que os remédios não tavam fazendo efeito. Eu falei 'Poxa, vamos tentar ajudar com alguém, vamos ver se precisa mudar de hospital'. Tava tentando com alguns amigos meus, mas não deu tempo. Em questão de meia-hora me ligaram de novo. O Ivanzinho me ligou de novo porque ele tinha falecido", lamentou.

"Foi um susto pra mim. Eu tava dirigindo o carro. Sabe quando parece que acaba o som? Tem um monte de gente falando e dá um pause e você não ouve mais ninguém?", perguntou, se mostrando em choque. "Uma pena que ele foi tão cedo, ele foi muito jovem. E as pessoas falam que ele tinha uma doença. Se ele tinha essa doença, ele nunca contou pra ninguém", assegurou.

Carlos Alberto de Nóbrega chora ao falar sobre Batoré

Carlos Alberto de Nóbrega enviou um áudio para Thiago Rocha, companheiro de bancada de Sonia Abrão, para avisar que estava ligadinho no A Tarde É Sua. "Tô aqui assistindo o programa. Agradeço à Sonia, já conversei com ela de manhã cedo. Agradece à ela por essa homenagem", pediu, chorando bastante.

O humorista Pedro Manso também gravou um depoimento falando de Batoré. "Realmente essa notícia nos pegou de surpresa. Uma perda muito grande. Batoré era um grande humorista, um talento extraordinário, um grande amigo. Toda vez que a gente se encontrava era só alegria. A gente brincava pra caramba", recordou.

Manso contou que esteve com o ator há pouco tempo. "Deve ter uns seis meses ou menos, a gente gravou o piloto de um programa. Fomos muito bem, demos altas risadas. Nessa gravação, eu notei que o Batoré tava muito abatido, tinha emagrecido muito. Eu fiquei até com receio de perguntar o que tava acontecendo, mas eu percebi que ele realmente não estava muito bem. Mas sempre bem-humorado, contando piadas, a gente brincando pra caramba", disse, sem conseguir segurar a emoção.

Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias