Reportar erro
Desabafo

Carlos Alberto de Nóbrega pede perdão por ter expulsado Sandy & Junior de programa

Confusão aconteceu por uma atitude do filho do apresentador, Marcelo de Nóbrega

Montagem de fotos de Carlos Alberto de Nóbrega triste e Sandy & Junior sorrindo
Carlos Alberto de Nóbrega lamenta o fato de não ter conseguido o perdão do pai de Sandy & Junior - Reprodução/SBT e João Miguel Junior/TV Globo
Redação NT

Publicado em 21/12/2021 às 17:19:00,
atualizado em 21/12/2021 às 17:35:07

Depois que Xororó revelou que Sandy & Junior foram expulsos de um programa de TV, começaram as especulações para tentar adivinhar quem teria causado esse constrangimento aos filhos do sertanejo. Na série documental sobre a dupla, lançada pelo Globoplay no ano passado, o cantor admitiu que ainda guarda mágoas do profissional, mas não revelou quem é. Na época, o NaTelinha investigou a história e descobriu que se tratava de Marcelo de Nóbrega, filho de Carlos Alberto de Nóbrega, que, na ocasião, já apresentava A Praça É Nossa. Nesta terça-feira (21), em entrevista ao A Tarde É Sua, o funcionário do SBT pediu desculpas publicamente à família Lima, dizendo que a atitude foi do filho, mas a ordem partiu dele.

"Se vocês soubessem a tristeza que eu tenho. Porque eu tentei falar com o pai várias vezes e eu não consegui... Eles chegaram e tinham dois seguranças que não tinham muita educação, não estavam muito bem preparados. E eles começaram a criar problemas com as pessoas que passavam naquele corredor, barravam. Eu fiquei chateado com aquilo, aí eu fui falar com eles", explicou o veterano, dizendo que tranquilizou os profissionais falando que na emissora não tinha ladrão e ninguém iria sequestrar os artistas.

O dono da Praça pediu que os seguranças não ficassem ali impedindo a passagem do elenco da atração e saiu, pensando que seu pedido seria atendido. Porém, enquanto estava gravando, foi avisado por Marcelo, diretor do programa, de que os profissionais não tinham ido embora. "Então corta, não grava", disse o apresentador na ocasião, afirmando que, profissionalmente, ainda acha que agiu corretamente.

"Eu tentei depois, na mesma semana, falar com o pai dele, e eles não me davam o telefone, ficou uma coisa horrível", lamentou, revelando ainda que chegou a pedir ajuda a um amigo em comum que tem com Xororó. "Até que ano passado eu o encontrei no restaurante do SBT e só tinha eu e ele na mesa. Aí eu vi que era ele e falei 'olha, quero aproveitar'... Ele disse 'fiquei muito chateado, a vontade que eu tive era de dar um soco na cara do seu filho'. Eu disse 'olha, se você quer dar um soco, dá em mim, não no meu filho, porque a ordem foi minha'", contou o apresentador.

Carlos Alberto viu que o sertanejo ainda estava chateado com ele quando o documentário ficou disponível no streaming e o depoimento do pai de Sandy & Junior repercutiu. "De público eu peço perdão porque foi uma coisa insana. Eu jamais poderia ter feito isso", finalizou o assunto, se desculpando mais uma vez.

Confira trecho da entrevista de Carlos Alberto de Nóbrega para o A Tarde É Sua:

Marcelo de Nóbrega se arrependeu de ter expulsado Sandy & Junior da Praça

A reportagem do NaTelinha procurou Marcelo e o questionou se era ele o "cara" que deixou Xororó furioso. Marcelo de Nóbrega confirmou a história e revelou que deseja pedir desculpas ao cantor e à dupla.

"Na ocasião, aconteceu isso sim. A história verdadeira foi que eles foram convidados por mim [para gravar A Praça É Nossa], inclusive, porque gosto muito deles, são muito queridos. Quando olho para fora, vejo chegando um 'exército' no SBT. Começou a entrar segurança atrás de segurança. Parecia que tinha chegado o presidente da República", recorda Marcelo.

Segundo a versão contada pelo filho de Carlos Alberto, a confusão começou quando os seguranças da Universal Music, gravadora de Sandy & Junior, bloquearam o acesso do elenco da Praça aos camarins. Uma atriz que iria contracenar com a dupla não pôde e ensaiar o texto, prática comum antes das gravações.

"Perguntei ao responsável da gravadora se podia tirar os seguranças, porque eles começaram a barrar os artistas da Praça. Falei: 'Não é para barrar os nossos artistas que vocês estão aqui'. Ele: 'Não quero saber, se os seguranças não ficarem eles não gravam'. Ele me afrontou no meu programa, na emissora onde eu trabalho. Esse cara da gravadora foi o grande culpado. Falou: 'Se você quiser, levo eles embora', como se não precisassem da Praça. O meu sangue ferveu, fui proteger os meus artistas. Não precisava daquele exagero. Ele me enfrentou e eu o enfrentei", relembra.

O episódio ocorreu entre 1996 e 1998, antes de Sandy e Junior assinarem contrato de exclusividade com a Globo. No período, ainda apresentaram um programa de auditório na extinta Manchete: "As meninas passavam e os caras [seguranças] ficavam mexendo. Estávamos em uma situação muito constrangedora. Eu deixei os seguranças entrarem, só não queria que eles barrassem os nossos artistas".

Mais de duas décadas depois, Marcelo de Nóbrega se diz arrependido do que fez e gostaria de contar a sua versão da história para Xororó, que não estava no SBT quando os filhos dele foram expulsos. O diretor da Praça ressalta ser fã do pai de Sandy & Junior, tanto que o homenageou com o quadro Xitãoró & Chorãozinho, paródia da dupla quase homônima, em que contracenava com Arnaud Rodrigues (1942-2010).

"Eu, como pai, teria a mesma reação que ele teve. Hoje, eu me arrependi do que fiz. Eu podia ter dado uma volta no quarteirão e contado até dez antes de gravar. Se eu pudesse voltar atrás, eu não faria, por serem dois artistas tão queridos quanto Sandy & Junior, porque eles saíram chorando de lá por uma grosseria de um profissional da gravadora que se achou mais importante do que o diretor e o apresentador do programa", afirma Marcelo, que teme reencontrar o sertanejo.

"Eu penso em procurá-lo, mas tenho medo da reação dele. Eu me arrependi. Devia ter dado um soco na parede e quebrado os dedos e não fazer isso. Se eu tivesse a oportunidade, eu gostaria de me desculpar com Xororó desde a época em que aconteceu isso. Fiz, me afrontaram. O responsável da gravadora não pensou em Sandy & Junior nem no Xororó, podia ter tirado um segurança. Queria que fosse até com meu ídolo Roberto Carlos, não com eles", lamenta.



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do WhatsApp.

Participe do grupo
Mais Notícias