Reportar erro
Comoção

Zileide Silva desabafa e revela que chorou no 11 de setembro: "Não tenho vergonha"

Nos 20 anos da tragédia, jornalista relembrou a cobertura em entrevista à GloboNews

Em entrevista ao GloboNews, Zileide Silva relembra atentados de 11 de setembro
Zileide Silva era correspondente em Nova York e cobriu atentado de 11 de setembro - Foto: Reprodução/GloboNews
Redação NT

Publicado em 11/09/2021 às 16:38:00,
atualizado em 11/09/2021 às 18:11:39

Zileide Silva relembrou neste sábado (11) sua participação na cobertura dos atentados terroristas às Torres Gêmeas de Nova York em 11 de setembro de 2001. A jornalista, correspondente nos Estados Unidos na época, ficou fortemente abalada por conta do que acontecia na capital do mundo. “Chorei e não tenho vergonha de falar isso”, desabafou, em entrevista à GloboNews no dia em que a tragédia completa 20 anos.

“Lembro que naquele dia a cobertura foi extensa, nós ficamos no ar até no Jornal da Globo e depois a equipe saiu, voltando para casa. Nosso escritório na época era na Terceira Avenida, uma avenida cheia de lojas, cheia de restaurantes, viva o tempo inteiro. Naquela noite, não tinha um barulho ali”, relatou Zileide Silva, no GloboNews.

“Sabe aquele silêncio? Tudo parado. Nós fomos andando, éramos mais ou menos cinco ou seis companheiros… Fomos andando por ali e foi entrando na gente aquela tristeza. Até hoje fico emocionada. Quando cheguei em casa, chorei, chorei, chorei… Pensei ‘meu Deus, o que está acontecendo?’.”

Zileide Silva

O medo perdurou nos dias seguintes aos atentados, segundo a jornalista. “Eu pensava no que poderia acontecer, como seria o mundo a partir daquele momento. Bate uma fragilidade. Era um país tão poderoso e ao mesmo tempo tão frágil. Acho que todos nós nos sentimos assim, por não ter a noção do que poderia acontecer depois.”

“Como eu chorei! Depois daquela primeira noite, chorei várias vezes, comentei com vários colegas. Todos passaram por isso naquele momento. Chorei e não tenho vergonha de falar isso, não. Foi uma cobertura terrível, com tantos mortos, mas que ensinou tanto a todos nós, jornalistas principalmente.”

Zileide Silva

Assista ao relato de Zileide Silva na GloboNews 



Participe do nosso grupo e receba as notícias mais quentes do momento.

Ao entrar você está ciente e de acordo com os termos de uso e privacidade do Telegram.

Participe do grupo
Mais Notícias