Reportar erro
Retrucou

Neto rebate Benja: "Obrigado por não ter tirado o chapéu para mim"

Apresentador de Os Donos da Bola não ficou quieto

Neto (à esquerda) e Benja (à direita) em foto montagem
Neto respondeu Benjamin Back - Foto: Reprodução/Band
Redação NT

Publicado em 09/08/2021 às 15:19:00

O apresentador Neto voltou de férias nesta segunda-feira (9) e rebateu as críticas feitas por Benjamin Back. Durante Os Donos da Bola, o ex-jogador do Corinthians ironizou o fato de Benja não ter “tirado o chapéu” para ele no Programa Raul Gil, afirmando que isso é uma “satisfação”.

“É inquestionável o que você (Daniel Alves) é como atleta. Você só é mascarado, perna para caramba, e aí você vai lá na Globo, no SBT, com o Benjamin Back, que ele vai puxar o seu saco. Eu não, meu irmão. E obrigado, Benjamin Back, por não ter tirado o chapéu para mim no Raul Gil. Parabéns ao Raul Gil por ter voltado a trabalhar”, comentou Neto.

E prosseguiu: “Porque se você [Benjamin Back] tirasse o chapéu para mim eu ia morrer, porque a minha satisfação é você não tirar o chapéu. Em nome do pai, do filho e do espírito santo abençoe você”.

No sábado (7), Benja disparou contra Neto. O titular do Arena SBT afirmou que o ex-jogador do Corinthians se transformou em um personagem e criticou suas atitudes. "Fala, grita, ofende, xinga todo mundo", detonou.

O contratado do SBT, contudo, afirmou que ele seria o 10 do seu time do Corinthians, mas que enxergou que o personagem que xinga e ofende, dá audiência e visibilidade. "O que estou vendo aí, que não é o Neto que conhecia, não tiro não, de jeito nenhum", assegurou Benja.

Confira o vídeo de Neto respondendo Benja:

Benja x Neto

Benjamin Back continuou fazendo críticas ao Neto. "Você precisa tomar cuidado com as coisas que fala dos outros, ainda mais quando o seu telhado é de vidro. Se você tem um telhado de vidro, não atira muito não, pois a pedra volta", acrescentou ele.

O apresentador do SBT também recordou a briga judicial com Neto depois de uma discussão ao vivo há mais de 10 anos. "Ele me processou por danos morais, falei que provava tudo o que falei dele. Ganhei na primeira, segunda e terceira instância. Ele que seja feliz, não desejo o mal dele, continua sendo o meu camisa 10 da história do Corinthians", encerrou.



Mais Notícias