Reportar erro
Perdendo

Sikêra Jr. perde 37 anunciantes após fala homofóbica na RedeTV!

Empresas estão deixando o programa do jornalista

Sikêra Jr. apresentando o Alerta Nacional
Sikêra Jr. perdeu patrocinadores por ataque a comunidade LGBTQIA+ - Foto: Reprodução/RedeTV!
Redação NT

Publicado em 06/07/2021 às 17:15:00

O apresentador Sikêra Jr. já perdeu 37 anunciantes desde que fez um comentário homofóbico no Alerta Nacional, em 25 de junho, na RedeTV!. O perfil Sleeping Giants Brasil criou uma campanha nas redes sociais e ganhou o apoio de milhares de internautas para pressionar empresas que anunciavam seus produtos no programa a cancelarem os patrocínios.

Na tarde desta terça-feira (6), o Sleeping Giants Brasil revelou a quantidade de marcas que decidiram deixar a atração policial após a pressão na web. “37ª empresa retira seu patrocínio do programa do Sikêra Jr!”, escreveu o usuário no Twitter.

No fim do mês passado, o jornalista chamou homossexuais de “raça desgraçada”, ao atacar uma campanha publicitária de uma marca de restaurante que apoiou o Dia do Orgulho LGBTQIA+. O comunicador causou revolta e muitos artistas criticaram o comportamento dele.

“O dia que você me encontrar, em qualquer lugar, você vai ver só. Ou até o dono da RedeTV! aí. Qualquer um de vocês que pensam assim. Falassem isso mano a mano [pra ver]. Aí, depois, quando a corda vem no seu pescoço, pede desculpa. Desculpa nada. O seu pensamento é esse. Você é homofóbico e muito”, disse Neto em resposta a Sikêra.

Sikêra Jr. pediu desculpas

imagem-texto

Na semana seguinte, ele se desculpou. "Eu quero pedir licença aos meus colegas, aos meus diretores, pra falar algo que está me incomodando desde a última sexta-feira. Eu venho recebendo milhares de mensagens (de pessoas) incomodadas com o comentário que eu fiz sobre o comercial que se utilizou de crianças para promover a diversidade sexual. Eu recebi apoio de muitos, mas também fui alvo de muitas críticas e ataques. Sei também que colegas de trabalho que atuam nesse canal também foram atacados", começou.

"Ninguém está imune de errar. Como eu falei, eu tenho a responsabilidade de pedir desculpas publicamente. Eu aprendi muito com essa lição. Vou seguir aqui na batalha para defender a família tradicional, para defender as crianças, mas sem nunca desrespeitar quem pensa diferente de mim. Aqui não tem censura nesse programa. Vou continuar defendendo a família brasileira. Você que se sentiu ofendido, eu lhe peço perdão. Me extrapolei, como revoltado com o que eu vi naquele comercial, que eu continuo contra. Você que se sente ofendido, o que eu posso fazer agora como humano, como homem de bem, é dizer: Me perdoe. Minha opinião continua a mesma, viva a família brasileira!", completou.



Mais Notícias