Reportar erro
Edição histórica

William Bonner quebra protocolo e começa Jornal Nacional de pé

Jornalista lamentou a marca de mais de 400 mil vítimas da Covid-19 no Brasil

William Bonner de pé aguardando a vinheta começar. Renata Vasconcelos sentada na bancada olhando o colega
William Bonner começou o Jornal Nacional de pé - Foto: Reprodução
Redação NT

Publicado em 29/04/2021 às 22:31:00

No início do Jornal Nacional desta quinta-feira (29), William Bonner quebrou o protocolo e começou o noticiário de pé. Logo após a escalada ir ao ar, quando ainda tocava a música de abertura, o jornalista se levantou da bancada e foi ate ao telão para conversar com Fábio Turci para falar sobre as 400 mil mortes pela Covid-19, triste número batido pelo Brasil nesta quinta-feira (29).

Em homenagem às vítimas da doença e famílias que choram a morte de seus parentes, a cada saída para o intervalo a frase "401.417 vidas perdidas" aparecia na tela. (Veja o vídeo no final da matéria)

Desde quando começou a pandemia do coronavírus no Brasil, em março de 2020, o Jornal Nacional vem prestando homenagens às vítimas que perderam a vida para a doença. O telejornal deixou de exibir a imagem do coronavírus no painel atrás da bancada. Em seu lugar, foram expostos rostos dos mortos pela pandemia.

"A partir de hoje, aquela imagem do inimigo número 1 vai sair do nosso painel. Em todos os momentos em que o Jornal Nacional estiver tratando da pandemia, vão estar lá atrás os rostos de brasileiros que ele nos tirou. Esses sorrisos e olhares dos brasileiros que nós perdemos podem nos ajudar a fortalecer a mensagem que importa de verdade: a necessidade de proteger vidas", disse o apresentador.

William Bonner desabafa no Jornal Nacional

Em outra ocasião, William Bonner desabafou no Jornal Nacional, após noticiar um aumento no número de mortes por coronavírus no Brasil.

O apresentador se mostrou inconformado com a normalização da alta quantidade de vítimas fatais por Covid-19. O discurso de Bonner na abertura do JN durou 90 segundos e emocionou telespectadores, que aplaudiram a tentativa do apresentador de humanizar a pandemia e levar para os telespectadores o luto de cada família que perdeu um ente querido pelo coronavírus.



Mais Notícias