Reportar erro
Disparou

Revoltada, Cátia Fonseca detona mãe do menino Henry: "Maldita"

Apresentadora desabafou sobre morte da criança de apenas 8 anos

Cátia Fonseca no Melhor da Tarde
Cátia Fonseca desabafou no Melhor da Tarde - Foto: Reprodução/Band
Redação NT

Publicado em 08/04/2021 às 15:47:00,
atualizado em 08/04/2021 às 15:48:51

Cátia Fonseca se revoltou com a mãe e o padrasto acusados de matar o menino Henry Borel. Durante o Melhor da Tarde desta quinta-feira (8), a apresentadora detonou Monique Medeiros e Dr. Jairinho e disse que jamais aceitaria que um companheiro maltratasse um filho seu. “A bicha é maldita, bicha ruim”, comentou ela.

“Madrasta e padrasto não são iguais ao que a gente vê em desenho animado. Têm muitos que são iguais pais e mães, a grande maioria. Mas você vê seu companheiro surrando a criança desse jeito, como você vai ficar com esse desgraçado? Você ainda vai ajudar a surrar a criança? Você é pior que ele. Deus me livre, até arrepia. Nossa senhora, se coloca essa mulher perto de mim”, desabafou a apresentadora.

A jornalista Cíntia Lima deu detalhes do caso ao público da Band. Ela contou que o delegado Henrique Damasceno conversou com a imprensa e explicou o motivo de ter pedido a prisão do padrasto e da mãe do menino Henry.

 “Muita gente tá se perguntando se ela participou ou ajudou a matar. Segundo o delegado, o Dr. Jairinho agredia a criança e a mãe sabia. Ele tem provas de mensagens em relação a isso e ela, quando prestou depoimento de quatro horas, em nenhum momento ela demonstrou que estava sendo coagida. Em nenhum momento ela sentiu medo. Ele disse que se tivesse um mínimo de dúvida que jamais pediria a prisão da mãe. Ele tem certeza. Tanto que, um dia após o enterro do filho, ela foi para o salão de beleza”, relatou Cíntia.

Cátia não escondeu sua tristeza e indignação com o caso. “Aí dizem ‘toda mulher tem o dom materno’, mas não tem. Mas nem toda mulher que não tem o dom é bicha ruim desse jeito, porque isso aí é maldade. É o filho dela, seria o filho do outro, ela faria isso com o filho de qualquer um”, detonou.

Cátia Fonseca falou do caso Henry

Nesta quinta, o delegado Henrique Damasceno, responsável pela investigação da morte do menino, concedeu uma coletiva de imprensa e afirmou que tem certeza de que Jairinho foi responsável pelas agressões que mataram a criança e que Monique sabia, não denunciando o marido. O casal acabou sendo preso e responderá por homicídio duplamente qualificado.

“Não resta a menor dúvida, em relação aos elementos que nós temos, sobre a autoria do crime”, disse o delegado. Todos os esclarecimentos dados por Damasceno foram repercutidos no Melhor da Tarde.



Mais Notícias