Reportar erro
Tempos difíceis

Rodrigo Bocardi confirma desânimo em telejornal: "Sucessão de notícias ruins"

Bom Dia São Paulo teve momento sincerão do jornalista

Rodrigo Bocardi de terno cinza, gravata azul escura com um computador com logo da Globo
Rodrigo Bocardi admite preocupação e desabafa - Foto: Reprodução/TV Globo
Redação NT

Publicado em 25/03/2021 às 11:27:32

Rodrigo Bocardi bancou o sincerão na manhã desta quinta-feira (25) no Bom Dia São Paulo. Um internauta acabou percebendo o possível desânimo do apresentador à frente do noticiário, o que acabou sendo confirmado pelo próprio. A justificativa são as sucessivas notícias ruins que têm que ser dadas.

O telejornal mostrou reportagens sobre o novo coronavírus (Covid-19), bem como o número de mortes que aumentam em todo o estado de São Paulo. Existe ainda o roubo de vacina da doença. Ao ler os comentários dos internautas, o telão do Bom Dia São Paulo "apagou", deixando Bocardi em alerta.

"Ah, não! Me ajuda, telão. Hoje não destacamos nenhuma vez a rede social e na hora que a gente vai tentar não funciona", prosseguiu ele. Algum tempo depois, o telão funcionou, e antes de ler os comentários, Bocardi acabou destacando uma mensagem inusitada.

Rodrigo Bocardi admite preocupação e abre o jogo

Um telespectador identificado como Henrique chamou a atenção: "Desculpe, mas hoje você parece tenso e preocupado. Acredito que possa ser uma gama de informações a divulgar, não está abrindo o quadro dos internautas, mas está ótimo e dinâmico".

Bocardi concordou com Henrique e creditou a preocupação ao momento complicado que os jornalistas vêm enfrentando na busca pela informação. "Henrique, desculpa. A gente vem enfrentando dias que nos dão muita dificuldade de botar um sorriso no rosto, de criar algo descontraído. É uma sucessão de notícias ruins, como você falou, sabendo que nosso objetivo aqui sempre foi buscar algo bom, porque a gente sabe que a vida não é feita só de notícia ruim. Mas está difícil, né? Vamos juntos! Estou contando com a sua força e o seu apoio", esclareceu.

Mais Notícias