Reportar erro
Covid

Apresentadora do Cidade Alerta vê cena chocante e desaba ao vivo: "Não aguento mais"

Em Goiás, filho tocou violino no enterro da mãe, o que comoveu apresentadora

Sylvie Alves chorando no Cidade Alerta Goiás
Apresentadora do Cidade Alerta Goiás vai às lágrimas - Reprodução/Instagram
Redação NT

Publicado em 17/03/2021 às 10:48:41,
atualizado em 17/03/2021 às 11:01:23

Apresentadora do Cidade Alerta em Goiás, Silvye Alves foi às lágrimas no comando do policial no final da tarde dessa quarta-feira (16). A cena de um filho tocando violino no enterro da mãe fez com que a âncora desabasse a chorar. "Não dou conta de falar isso não", repetia ela, sem conseguir prosseguir com o jornalístico.

O caso aconteceu no Cemitério de Messianópolis, distrito de Moiporá, cidade do oeste do estado de Goiás. "O filho emocionou muito ao tocar violino no enterro da mãe. Meu Deus do céu. Ai... Pra quem trabalha ali, tá vendo? O cemitério ali, total respeito à família e ao violinista. Ele está totalmente compenetrado tocando a última canção. Não dou conta de falar isso não. Não tenho força de jeito nenhum como apresentadora", lamentou no ar.

"Você percebe a emoção de quem trabalha ao fundo, o choro dos parentes. O filho realmente está tocando a última canção. A mãe quando tem um filho artista assim... Ai meu Deus, não dou conta... Me perdoa. A imagem é tudo, né? A gente não precisa falar em cima da emoção das pessoas. A gente sabe o quanto está todo mundo sofrendo nesse momento", tentava completar Alves, que a partir desse momento foi às lágrimas.

Apresentadora do Cidade Alerta Goiás desabafou em meio a choro

Chorando, a apresentadora justificou: "Foi difícil, falei que não ia dar conta. As pessoas acham que a gente é de ferro, mas a gente não é. Não aguento mais gente pedindo UTI pra gente. A gente não consegue. Nem dinheiro pra isso a gente tem. Enfim... Me perdoem a emoção".

Confira:

A cena aconteceu no oeste goiano. O músico Rafael Borges, de 20 anos de idade, tocou para a mãe, Selma, que morreu vítima de Covid-19 aos 46 anos. Ela é uma das mais de 270 mil vítimas em todo o país. A homenagem do filho durou cerca de cinco minutos e foi um pedido dela enquanto ainda estava viva.

Em um ano de pandemia, o estado de Goiás conta com mais de 439.900 casos e 9800 mortes.

Mais Notícias