Reportar erro
Em alta

GloboNews cresce e tem audiência 215% maior que a CNN nas manhãs

Canal teve crescimento em janeiro

José Roberto Burnier na GloboNews
O Em Ponto teve crescimento de audiência - Foto: Divulgação/GloboNews
Redação NT

Publicado em 19/02/2021 às 15:51:00,
atualizado em 19/02/2021 às 15:54:21

A GloboNews fechou o mês de janeiro de 2021 na primeira colocação no PNT (Painel Nacional de Televisão) e na Grande São Paulo na faixa das 6h às 12h, de segunda a sexta. A emissora teve uma audiência superior aos seus concorrentes e os programas Em Ponto e Edição das 10h cresceram no horário matutino.

De acordo com os dados da Kantar Ibope no PNT obtidos pelo NaTelinha, o canal do Grupo Globo teve um desempenho 90% maior do que a soma da audiência das outras emissoras de jornalismo (CNN Brasil, Record News, Band News). Quando comparada apenas com a CNN Brasil, a GloboNews teve índice 215% acima da concorrente.

Numa comparação entre janeiro deste ano com o mesmo período do ano passado, a emissora viu sua audiência aumentar das 6h às 12h, de segunda a sexta, em 63%. O Em Ponto - exibido das 6h às 9h - e o Edição das 10h - transmitido das 9h às 13h - cresceram 94% e 57%, respectivamente.

Apesar dos bons números conquistados pela GloboNews, o NaTelinha apurou que a emissora prepara mudanças na faixa matutina. Ainda não existe previsão exata de quando essas alterações vão acontecer, mas a expectativa do canal é continuar crescendo no horário.

GloboNews x CNN Brasil

A CNN Brasil estreou em março do ano passado com a promessa de bater de frente com a GloboNews. O canal do Grupo Globo fez algumas mudanças no seu estilo e programação para frear o crescimento da concorrente e tem sentido efeito até o momento.

Em janeiro, no ranking total de domicílios, no PNT, a GloboNews saltou da 9ª posição, em dezembro, para a 7ª, em janeiro. A média mensal foi de 0,24 pontos com 0,68% de share. O canal de notícias só ficou atrás de emissoras abertas nesta listagem - Globo, Record, SBT, Band, RedeTV e Cultura, respectivamente.

Mais Notícias