Reportar erro
Superação

Aline Aguiar chora em desabafo sobre racismo: "Minha imagem não era a esperada"

No Dia da Consciência Negra, jornalista também encerrou o MG1 fazendo um gesto de resistência

Jornalista da Globo Minas, Aline Aguiar chora em participação no Globo Esporte do Dia da Consciência Negra
Aline Aguiar não conteve emoção em participação no Globo Esporte do Dia da Consciência Negra - Foto: Reprodução/Globo
Walter Felix

Publicado em 21/11/2020 às 15:20:00

A jornalista Aline Aguiar, da Globo Minas, se emocionou ao vivo em participação no Globo Esporte dessa sexta-feira (20), Dia da Consciência Negra. Apresentadora fixa do MG1, telejornal local exibido antes do programa esportivo, ela chorou ao relembrar sua trajetória na profissão enquanto dividia o comando da atração com o colega Maurício Paulucci. "Minha imagem não era a esperada", avaliou.

"Eu entrei na faculdade para ser repórter esportiva. Desculpa se eu ficar emocionada. O meu sonho era ser repórter esportiva porque meu pai trabalhou com futebol durante muitos anos, como locutor. Cresci no Mineirão, no estádio, naquele clima gostoso que é o esporte", contou Aline Aguiar.

Ao longo da trajetória, contudo, a jornalista teve que enfrentar o preconceito. "Eu queria trabalhar com esporte, mas eu sou mulher. Sou mulher e negra. Por ser mulher, já sofria preconceito, 'não sabe de futebol'", prosseguiu.

"Por ser mulher e negra, a minha imagem não era a imagem esperada para estar nesse meio. Hoje, estar aqui, neste dia simbólico, é muito importante. É para falar
que podemos ocupar todos os lugares", concluiu Aline. A fala recebeu o agradecimento de Maurício Paulucci, apresentador do Globo Esporte.

Antes do desabafo, a jornalista tinha encerrado o MG1 desejando um ótimo fim de semana aos telespectadores com o punho fechado, gesto que é símbolo de resistência contra o racismo. Os trechos dos jornalísticos mineiros foram capturados e viralizaram nas redes sociais.

"Maravilhoso o final do MGTV e o início do Globo Esporte Minas com a Aline Aguiar. Não devia mais ser necessário, mas é cada vez mais importante. Meu profundo respeito. Emocionante!", comentou um internauta. "O depoimento da Aline Aguiar é tão forte, emocionante e real. Um soco no estômago, e ao mesmo tempo, um sopro de esperança, por vê-la ocupando os espaços e sendo referência para tantas outras mulheres negras", opinou outra.

Confira o desabafo de Aline Aguiar sobre o racismo:

Mais Notícias