Reportar erro
Exclusivo

Jornal da Record cresce 14% e derrota SBT

Telejornal é vice-lider em São Paulo e no Rio de Janeiro

Christina Lemos e Celso Freitas no Jornal da Record
Christina Lemos e Celso Freitas no Jornal da Record - Foto: Edu Moraes/Record
Redação NT

Publicado em 06/11/2020 às 23:00:01

 

O Jornal da Record cresceu 14% em São Paulo e 7% no PNT (Painel Nacional de Televisão) na média de audiência parcial do ano, em comparação com 2019. O telejornal encerrou outubro em segundo lugar, à frente do SBT, em São Paulo e no Rio de Janeiro.

Na capital paulista, o telejornal registrou média de 8,1 pontos e share de 12% de janeiro a outubro, segundo dados consolidados do Kantar Ibope. O número representa um aumento de 14% em relação ao mesmo período de 2019, quando ficou com 7,1 pontos e share de 10%.  

Em São Paulo, o Jornal da Record fechou outubro com 7,8 pontos de média e share de 11%, contra 6,2 do SBT. Neste mês, Celso Freitas retornou à bancada após cumprir sete meses de quarentena em função da pandemia do novo coronavírus. Cada ponto equivale a 74.987 domicílios ou 203.309 telespectadores na Grande São Paulo.

No PNT, que concentra as 15 maiores regiões metropolitanas do Brasil, o telejornal marcou com 7,7 pontos de média  e share de 12%, entre janeiro e outubro deste ano, crescimento de 7% em comparação ao mesmo período do ano passado (7,2).

Em outubro, o Jornal da Record ocupou o segundo lugar no PNT com 7,1 pontos de média e share de 11%. Já o SBT registrou 5,4 pontos. Cada ponto equivale a 260.558 domicílios ou 703.167 telespectadores.

No Rio de Janeiro, o Jornal da Record registrou 6,9 pontos de média e share de 11%, à frente do SBT (4,7). Na média anual de 2020, o programa acumula média de 7,4 pontos. Na capital fluminense, cada ponto equivale a 47.454 domicílios ou 121.090 telespectadores.

Mais Notícias