Rei do Futebol

Pelé 80 anos: De estrela de novela a arma de Silvio Santos para bater a Globo

Atleta do século XX, Pelé celebra oito décadas de vida

 Pelé 80 anos: De estrela de novela a arma de Silvio Santos para bater a Globo
O atleta do século passado, Pelé completa 80 anos - Montagem/NaTelinha

Thiago Forato

Publicado em 23/10/2020 às 04:30:31,

Edson Arantes do Nascimento, mundialmente conhecido como Pelé, completa 80 anos de vida nesta sexta-feira (23). Além de Rei do Futebol, com 1281 gols marcados pelo Santos, Seleção Brasileira e Cosmos, o atleta do século XX também brilhou na televisão em novela, no humorístico Família Trapo (1967 - 1971) e virou até arma de Silvio Santos na guerra pela audiência contra a Globo.

continua depois da publicidade

No ano de 1969, quando tinha 28 anos e estava no auge da carreira como jogador, prestes a ser tricampeão da Copa do Mundo pela seleção, decidiu aceitar o convite de Ivani Ribeiro (1922-1995) para protagonizar a novela Os Estranhos, da extinta TV Excelsior (1960-1970).

O canal 9 de São Paulo, já da família Simonsen, que não andava bem das pernas e estava prestes à falência, viu o grande fiasco que a trama fez. Os Estranhos narrava a história do escritor Plínio Pompeu (Pelé), que encontrava seres de um planeta chamado Gama Y-12, que vem até a Terra para resolver problemas locais.

continua depois da publicidade

Além de Pelé, estavam no elenco Regina Duarte, Carlos Zara (1930-2002), Cláudio Corrêa, Gianfrancesco Guarnieri (1934-2006), Stênio Garcia e Rosamaria Murtinho. Rosamaria, aliás, elogiou Pelé no último Esporte Espetacular: "O Pelé era uma pessoa muito focada. Ele sempre tinha o texto na ponta da língua".

Todo esse foco, no entanto, não impediu a novela de ser rejeitada pelo público. Ivani Ribeiro queria inserir histórias de disco voador em um folhetim, mas acabou sendo taxada como fantasiosa demais, ainda que fosse ao ar justamente no ano em que o homem pisou na Lua pela primeira vez.

continua depois da publicidade

Pelé: Episódio marcante na Família Trapo e jogo pela TVS

Em 1967, Pelé fez uma daquelas que seria uma de suas participações mais célebres na televisão. O Rei do Futebol protagonizou um episódio histórico da série Família Trapo, na Record.

No episódio em si, Bronco, interpretado por Ronald Golias (1929-2005), ensinava Pelé a jogar futebol, o que por si só já era uma comédia. Segundo publicou o jornal O Estado de São Paulo na ocasião, ele estava apreensivo e pediu um tempo para se concentrar melhor. Estava com medo de se esquecer do papel.

continua depois da publicidade

Golias relembrou em entrevista à Juca Kfouri em 1998 na televisão que já no final, com todos aplaudindo, Pelé não saia de cena. O motivo? Havia mais uma fala. "Ele decora tudo. É um craque", elogiou o humorista, reforçando o argumento da atriz Rosamaria Murtinho.

Em sua despedida dos gramados, em 1977, se transformou em arma da TVS de Silvio Santos, que ainda não era SBT, na briga pela audiência no Rio de Janeiro. Transmitiu com exclusividade o jogo entre Cosmos, dos Estados Unidos, e Santos. A transmissão foi feita em parceria com a Rede Tupi, que exibiu a atração para o restante do país. A partida foi ao ar em 1º de outubro de 1977 e contou com o documentário Pelé - Futebol Brasileiro nos Estados Unidos e o Show no Gramado como "esquenta" do jogo.

continua depois da publicidade

Caio Vale, diretor do departamento comercial da TVS na época, relembrou ao canal de Luciano Callegari, no YouTube, o fato que classificou como audácia: "Tivemos sucesso num sábado à tarde. E pela primeira batemos os 20 pontos de audiência, que foi um negócio maravilhoso".

No SBT, Pelé também comentou os jogos da Copa do Mundo de 2010, ainda que a emissora não tivesse o direito de exibir os jogos. O ex-jogador teve a função de comentar as partidas nos telejornais da casa e em pílulas de um minuto que iam ao ar na programação.

continua depois da publicidade