Grade voadora

Cinco provas de que Silvio Santos "brinca" de televisão na quarentena

Isolado em sua mansão, dono do SBT gasta tempo mexendo na programação

Cinco provas de que Silvio Santos
O apresentador Silvio Santos (Foto: Reprodução/RecordTV)

Publicado em 13/07/2020 às 05:00:00

Por: Paulo Pacheco

Isolado em sua mansão no Morumbi, bairro nobre de São Paulo, Silvio Santos não parou um minuto sequer durante a quarentena. Sem poder comandar seu programa de auditório (para evitar aglomerações em função da pandemia de coronavírus), o apresentador de 89 anos gasta sua energia com outra função: ser dono do SBT.

Aquela brincadeira de que SBT é sigla para "Silvio Brincando de Televisão" nunca foi tão real. Nos últimos quatro meses, Silvio mandou e desmandou na programação da emissora: trocou horários, rebatizou programas e até cancelou um telejornal.

O dono do SBT, pensando na grade como um tabuleiro de xadrez, acabou jogando quebra-cabeça com tantas mudanças repentinas.

O NaTelinha lista cinco vezes em que Silvio mexeu na grade do SBT durante a quarentena e teve o isolamento mais agitado da televisão.

Confira:

 RAW

Silvio Santos ama qualquer esquisitice dos Estados Unidos, e em abril enfiou na programação o RAW, atração de luta livre americana. As disputas coreografias, porém, duraram pouco tempo no horário de estreia, às 19h. Na primeira edição, marcou 4,2 pontos. Despediu da faixa em 23 de maio, com apenas 2,9 pontos, e foi escanteado para as madrugadas.

"Segundo" Impacto

Reprisar telejornal é uma das manias de Silvio Santos. Afinal, para ele, pouco importa se a notícia já envelheceu. Em 19 de maio, sem avisar, o dono do SBT mandou encurtar o Bom Dia & Cia. e exibir um compacto do Primeiro Impacto, noticioso das manhãs. O "Segundo Impacto" derrubou a audiência da emissora (caiu de 6 para 2 pontos), e saiu do ar dois dias depois, como se nada tivesse acontecido.

SBT Brasil

A interferência mais polêmica de Silvio Santos na programação do SBT não foi pela audiência. O apresentador mandou cancelar o SBT Brasil em 23 de maio, horas antes da exibição do telejornal. No lugar, escalou uma reprise do Triturando, que derrubou o ibope no horário (de 3,4 no sábado anterior para 2,4). Nos bastidores, comenta-se que o secretário especial de Comunicação Social, Fábio Wajngarten, reclamou com o genro de Silvio, Fábio Faria, da cobertura da reunião ministerial de 22 de abril. O deputado, que depois foi empossado ministro da Educação, negou o rumor.

Fofocalizando/Triturando

 

Mexer no Fofocalizando foi a principal ocupação de Silvio Santos durante a quarentena. Começando pelo nome. A partir de 8 de maio, passou a se chamar Triturando. Na semana seguinte, o dono do SBT afastou Lívia Andrade e Mara Maravilha e as substituiu por Ana Paula Renault e Flor. Depois de ocupar os mais diversos horários (até as madrugadas), o programa ameaçou mudar novamente. Silvio quis resgatar o Fofocalizando e mandou Lívia Andrade interromper as férias, porém voltou atrás horas antes de a atração ir ao ar. Só para constar, audiência não melhorou com as mexidas.

Casos de Família

“Vizinho” do Triturando, o programa de Christina Rocha sofreu por tabela com as mudanças de Silvio. O dono do SBT já inverteu os horários das duas atrações e chegou a cancelar o Casos de Família no primeiro dia do Fofocalizando com novo nome, sem avisar a apresentadora, que chegou a divulgar a exibição em suas redes sociais. Atualmente, os barracos vão ao ar às 16h30, mas ninguém sabe até quando este horário será mantido.





LEIA TAMBÉM

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!