Pioneira

Última transmissão da TV Tupi é resgatada 40 anos depois e mostra funcionários chorando

TV Tupi encerrou as atividades em 1980

Última transmissão da TV Tupi é resgatada 40 anos depois e mostra funcionários chorando
Funcionários da TV Tupi pediam por manutenção do canal Reprodução/YouTube

Publicado em 08/07/2020 às 10:39:00

Por: Thiago Forato

Um vídeo raríssimo após 40 anos do fim da TV Tupi foi resgatado e colocado no YouTube nessa quarta-feira (7). Nele, funcionários clamam pelo então presidente da República da época, João Figueiredo (1915-1999), para que não tirasse a emissora do ar (veja o vídeo no final da reportagem).

A TV Tupi foi a primeira televisão do país, inaugurada em 1950 pelo jornalista e magnata da comunicação, Assis Chateubriand. Em julho de 1980, devido aos vários problemas administrativos e financeiros, a concessão foi cassada pelo governo.

No vídeo publicado pelo canal Video Archives Brasil no YouTube, o apresentador Jorge Perlingero pediu: "Respeite nossas lágrimas, respeite nossos filhos. Não tire nossa estação do ar. Pelo amor que o senhor tem a sua mãe, senhor presidente [Figueredo, que governou o país entre 1979 e 1985]. Não deixe tirar nossa estação do ar. Respeite as nossas lágrimas. Estamos chorando para trabalhar. Não estamos pedindo para ficar em greve, só pedimos trabalho. Trabalho, trabalho e trabalho". Ele foi aplaudido.

Uma telespectadora então pediu a palavra: "Ninguém me conhece aqui. Sou telespectadora da TV Tupi, ouvinte da rádio Tupi, eu criei meus filhos assistindo a TV Tupi, eu vi de longe. Não conheço ninguém, mas eu conheço quase todos. Eu chorei com vocês. Eu orei ao meu Deus por vocês. Só vim trazer essa mensagem a vocês".

Outro funcionário triste com o fim da Tupi, Roberto Guilherme - o Sargento Pincel dos Trapalhões - se endereçou a Figueiredo: "Meu querido presidente da República, eu não tenho a arma que os senhores tem, o poder de comandar 120 milhões de brasileiros. Mas tenho o poder de comandar através desse microfone, lente, 120 milhões de brasileiros". Foram quase 50 minutos de desabafos, lágrimas e pedidos diretamente a João Figueiredo. "Se sair do ar, nós queremos voltar", clamou um deles.

No final, um dos funcionários, chorando, se desesperou: "Presidente, seguinte, espero que essa decisão não tenha sido do presidente, tenha sido do homem. Queremos a decisão do homem João Figueiredo. Esse pessoal todo aqui vai morrer de fome, poxa! Isso não se faz". O vídeo foi encerrado com uma música e uma missa, com um aviso na tela: "Até breve, telespectadores amigos".

Com a voz padrão da TV Tupi, foi narrada a história do canal: "É mais fácil entender nosso apelo meu caro presidente. Uma história muito simples, fácil de entender. Começa com um clássico era uma vez. Era uma vez um paraibano que resolveu fundar um império da comunicação social, substituindo o planejamento necessário pelo entusiasmo da realização, esqueceu-se que um dia poderia ficar doente. Morreria. E seu império também poderia ficar doente. E também morrer".

A narração prosseguiu com parte da história em tom emotivo, dizendo sobre o que será dos desempregados da TV Tupi. "Deixe-nos trabalhar, presidente. Só isso que desejamos. Só você pode realizar esse milagre. Nem João de Deus poderia operar esse milagre, só o João de Brasília. Deus o abençoe, senhor presidente". 

O encerramento das atividades da TV Tupi

O clamor foi em vão. A TV Tupi encerrou suas atividades no dia 18 de julho de 1980. Há quem diga também que o canal sofreu perseguição política e que ainda possuía condições de continuar no ar, já que os salários dos funcionários das demais emissoras próprias estavam em dia. A Tupi ainda perdeu diversas verbas publicitárias do governo, já que criticava abertamente a ditadura em alguns programas, como o de Carlos Imperial, que fazia sucesso nas noites de sábado.

A concessão da emissora dos Diários Associados interessava diretamente a Silvio Santos. Em 22 de dezembro de 1975, durante o governo de Ernesto Geisel (1974 – 1979), o apresentador venceu a concessão do canal 11 do Rio de Janeiro. Em 1977, seu programa era exibido ao mesmo tempo pela Rede Tupi, pela TVS canal 11 do Rio e pela Rede Record.

Silvio Santos desejava formar uma rede. É bom lembrar novamente que para ganhar uma concessão de TV, não basta ter dinheiro, é preciso contar com uma boa imagem junto ao governo militar. Silvio soube tirar proveito disso e usou seu programa para agradá-los, como o quadro Semana do Presidente, que acompanhou o último presidente da ditadura, João Figueiredo, em diversas ocasiões.

Confira o vídeo raro da TV Tupi:

 


Siga o NaTelinha nas redes sociais

Reportar erro

COMENTÁRIOS

Para comentar na página você deve estar logado com seu perfil no Facebook. Este espaço visa promover um debate sobre o assunto tratado na matéria. Comentários com tons ofensivos, preconceituosos, de propaganda e que firam a ética e a moral podem ser deletados. Participe!