Morreu aos 66 anos

Jair Bolsonaro conversa com Datena e lamenta morte de Boechat

Outras personalidades falaram sobre o jornalista


Jair Bolsonaro conversa com Datena
Fotomontagem/ Divulgação

Nesta segunda-feira (11), um helicóptero caiu na rodovia Anhanguera, em São Paulo, e matou duas pessoas. Uma delas era o jornalista Ricardo Boechat, da Band.

José Luiz Datena, amigo pessoal do âncora, fez a cobertura da tragédia no “Brasil Urgente” e conversou com várias personalidades, sendo uma delas o presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Internado no hospital Albert Einstein, o governante do Brasil entrou no ar e falou com Datena, lamentando a morte de Boechat. Afirmou que, apesar de receber críticas do apresentador, sempre foi fã do seu trabalho e ficou triste ao receber a notícia do seu falecimento.

Bolsonaro aproveitou o espaço e desejou força aos amigos e parentes de Ricardo. Destacou que teve relação de coleguismo e respeito com Boechat durante trinta anos, desde quando iniciou sua carreira na política.

Datena conversou com João Dória

O governador de São Paulo, João Dória, também entrou ao vivo no “Brasil Urgente” e declarou que sentiu com muita dor a notícia da morte de Boechat. O político ressaltou que era amigo do jornalista e os dois adoravam jogar futebol juntos.

“Minha relação com Boechat vai muito além da televisão. Nós jogávamos futebol juntos. Ele adorava futebol e eu também”, contou João Dória. “Desejo força também a família do piloto, que faleceu no acidente”, acrescentou.

Jornalistas se pronunciaram sobre a morte de Boechat

Bóris Casoy foi outro a entrar ao vivo por telefone com José Luiz Datena. Ele relembrou o bom humor e o profissionalismo de Ricardo. “Ele trabalhava demais. Trabalhava de manhã, de tarde e de noite. Era um cara que adorava trabalhar” afirmou.

Datena exibiu imagens da despedida de Casoy da Band. Bóris relatou que estava cansado de apresentar jornal a meia noite, mas agradeceu a emissora do Morumbi pela oportunidade. Boechat trabalhava ao lado e se envolveu na entrevista, demonstrando sua admiração pelo colega.

Ainda no “Brasil Urgente”, Carlos Nascimento falou a Datena que era difícil não amar Ricardo. “Como não se apaixonar por aqueles olhos azuis?”, comentou. O âncora do “SBT Brasil” relatou que estava em estado de choque com a morte do seu amigo.

Profissionais da Band e Roberto Cabrini também falaram ao vivo no jornalístico da Band e relembraram os trabalhos feitos por Boechat.

O “Brasil Urgente” entrou na grade da Band por volta das 14h e ocupou a programação do canal durante grande parte da tarde.

Mais Notícias