Reportar erro
Depoimento

Míriam Leitão sobre Ricardo Boechat: "vim para as Organizações Globo pela mão dele"

Jornalista era amiga de Ricardo Boechat e deu um depoimento emocionada

Miriam Leitão e  Ricardo Boechat
Fotomontagem/ Divulgação
Diego Falcão

Publicado em 11/02/2019 às 16:19:43

Em entrevista ao "Estúdio i", da Globo News, Míriam Leitão fez um desabafo emocionante sobre o amigo e jornalista Ricardo Boechat, que morreu na tarde desta segunda-feira (11), com a queda de um  helicóptero na rodovia Anhanguera, em São Paulo.

"Ele trabalhava no O Globo e foi ao chefe falar de mim. 'A Míriam Leitão está desempregada e é excelente'. Fez um monte de elogios", começou. "Aí eu recebi um telefonema do O Globo e vim para as Organizações Globo pela mão dele. Porque foi ele quem abriu esse espaço", explicou.

"Depois eu fui para a televisão, 'Bom Dia Brasil'. Sempre mantivemos uma relação de carinho, amizade", completou. "Quando cheguei no Rio de Janeiro, ele foi um dos meus primeiros amigos. Me chamava de Mirianzinha. Ele me explicava como fazia coluna, nota. Sempre foi uma pessoa generosa, capaz de partilhar tudo. De se envolver com o problema do outro", contou.

Eu serei eternamente grata por tudo o que ele fez por mim. E eu serei eternamente grata por ter sido amiga de Ricardo Boechat

Míriam Leitão

Míriam Leitão, emocionada, falou sobre a última fez que conversou com Ricardo Bocheat: "Eu estava sofrendo uns ataques nas mídias sociais. Ele me ligou para falar coisas bonitas. Levantar o astral. Tanta coisa para te dar dimensão do que você é e do trabalho do jornalista".

O jornalismo está de luto em um ano difícil. Todos os ouvintes dele, telespectadores, vão sentir muito. Nós amigos vamos sentir muito. Um espaço impreenchível. Ele era único.

Míriam Leitão

"Ele foi um jornalista com características muito próprias, muito dele. Era muito versátil, talentoso, saiu da imprensa escrita e foi para televisão como se tivesse nascido na televisão. Depois foi para o rádio como se tivesse nascido no rádio. Inventou uma nova forma de fazer o rádio. Todas as novas mídias ele criou um estilo próprio", disse.

"Ele tinha tudo. Sinceridade, talento, capacidade de inovação, de comunicação, das mais várias formas. Tinha humor. Era verdadeiro, conseguiu fazer tudo isso. Essa qualidade. Ele não criou personagem. Ele era ele mesmo. Em qualquer mídia. Ele deixa muitas lições para todo mundo. Aprendi muito com ele. Tive essa oportunidade de vê-lo trabalhar, desafiar fronteiras. Ele chegava com um jeito novo", completou.

Luto no jornalismo

"O jornalismo está de luto em um ano difícil. Todos os ouvintes dele, telespectadores, vão sentir muito. Nós amigos vamos sentir muito. Um espaço impreenchível. Ele era único."

Gratidão

Por fim, Míriam disse: "Como é que eu vou fazer com tantos favores que eu devo a ele?".

"Eu serei eternamente grata por tudo o que ele fez por mim. E eu serei eternamente grata por ter sido amiga de Ricardo Boechat"

Ricardo Boechat era um dos maiores jornalistas da atualidade e atuava no Grupo Bandeirantes. Era o principal nome da rádio Band News FM, onde tinha um tradicional comentário nas manhãs, que também era transmitido pela Band e pela Band NewsTV, e também âncora do "Jornal da Band".

Em sua carreira, passou por vários veículos, e se consagrou com uma coluna de opinião no jornal O Globo, um dos maiores do país.

Conheça a trajetória de Ricardo Boechat

O jornalista Ricardo Boechat foi um dos jornalistas mais respeitados do Brasil. Vítima de um acidente de helicóptero, morreu aos 66 anos em São Paulo. Prestigiado, é o recordista de prêmios do “Comunique-se” e venceu três vezes o troféu “Esso”, um dos mais disputados do jornalismo brasileiro.

Boechat iniciou sua carreira na década de 1979, escrevendo em jornais como “O Globo”, “Jornal do Brasil, “O Estado de São Paulo”, entre outros.

Ricardo também fez parte do casting da Globo. Na década de 1999, foi comentarista diário no “Bom Dia Brasil”, além de ter trabalhado no “Jornal da Globo”.

Ao longo da sua extensa carreira, passou pelo SBT e foi diretor de jornalismo da Band. Atualmente, era contratado para ser âncora da “BandNews FM” e no “Jornal da Band”. Também escrevia para a revista “Istoé”.

Além de ganhar a credibilidade do mercado publicitário, Boechat tinha o carinho do público e respeito dos seus colegas de trabalho. Conhecido pela personalidade forte, marcada por opiniões controversas, Ricardo nunca deixou o bom humor de lado e sua carreira será marcada pelo bom profissional que foi e pela facilidade em dialogar com as pessoas.

Mais Notícias